Livro aborda os principais aspectos da bubalinocultura de leite

Agronegócio

Livro aborda os principais aspectos da bubalinocultura de leite

Obra parte de um panorama geral da bubalinocultura, incluindo informações sobre a origem da espécie, as principais raças e os países produtores
Por: -Janice
2959 acessos
Escrito por três pesquisadores e um criador, o livro “Produção de Búfalas de Leite”, lançado pela Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (Fepaf) utiliza linguagem fácil e acessível para levar informações sobre a bubalinocultura de leite a estudantes e produtores rurais.

O livro foi lançado na Venezuela durante o Congresso Mundial de Búfalos em 2008 e tem tido ótima aceitação entre o público de língua espanhola. No Brasil, foi lançado durante o II Simpósio da Cadeia Produtiva da Bubalinocultura, realizado em abril de 2010 na Unesp de Botucatu.

A iniciativa de lançá-lo no país buscou preencher uma lacuna da área acadêmica de ciências agrárias. No entanto, pelas suas características, o livro também deve servir para auxiliar o setor produtivo. “A idéia é estimular quem quer criar e tirar dúvidas de quem está criando”, explicou André Mendes Jorge, professor do Departamento de Produção Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp e um dos autores do livro .

Além do professor André, o livro tem como autores os médicos veterinários Gustavo Crudeli e Exequiel Patiño, ambos professores da Universidade Nacional do Nordeste/Argentina e o produtor de búfalos alagoano Alberto de Gusmão Couto.

Dividido em cinco capítulos, o livro parte de um panorama geral da bubalinocultura, incluindo informações sobre a origem da espécie, as principais raças e os países produtores.

O segundo capítulo apresenta, de forma bastante completa, informações sobre o manejo de búfalas leiteiras, desde metas de crescimento, cuidados com a ordenha, mastite, até o perfil do bom ordenhador e a pesagem do leite.

O leite de búfala é tema do terceiro capítulo, que apresenta dados sobre a produção mundial, composição, características físicas, químicas e nutricionais do leite.

Na sequência, o livro apresenta um capítulo inteiro dedicado a nutrição da búfala leiteira, com todas as exigências nutricionais e os cálculos para uma suplementação nutricional eficiente. “A nutrição dos bubalinos, de maneira geral, é um assunto que ainda pode ser muito estudado”.

O último capítulo trata das diversas biotecnologias que envolvem a reprodução de búfalas, especificamente búfalas leiteiras, incluindo noções sobre a fisiologia reprodutiva da fêmea bubalina, inseminação artificial e transferência embrionária.

No Brasil

A bubalinocultura é considerada pelos especialistas como uma área em franca expansão no Brasil. O crescimento em termos de rebanho é muito expressivo e, pelas condições climáticas e extensão territorial, o potencial produtivo do país ainda pode ser melhor explorado.

Para que a bubalinocultura atinja seu potencial no país, o setor ainda precisa vencer algumas dificuldades como investir em divulgação e na profissionalização. “É preciso ter padrão de qualidade e escala de produção, ou seja, constância na capacidade de oferta de produtos como a carne e o leite”, analisa o professor André Mendes Jorge. “Para alcançar essas metas o produtor de búfalos tem que buscar a profissionalização”.
O mercado existe para os produtos derivados de bubalinos, como afirma o professor. No país e até no exterior. “As grandes redes de supermercados gostariam de ter os produtos nas suas gôndolas. Também já existem produtores exportando para Venezuela e Colômbia. Os elos da cadeia produtiva precisam estar integrados para atender essa demanda.

No caso específico do leite de búfala, o que é produzido encontra mercado. Além do queijo mussarela, da mussarela em barra vendida para pizzarias e das bebidas lácteas, na região nordeste é grande o consumo do queijo de coalho. O mesmo acontece na região norte com o queijo marajoara. “Somente na capital paulista são consumidas 30 milhões de pizza por mês. Se meio por cento dessas pizzas tiverem mussarela de búfala, elas utilizarão toda a produção de leite do Estado de São Paulo”, calcula o professor André. “A oportunidade de negócios nesse segmento é crescente”.

O livro “Produção de Búfalas de Leite” custa R$50,00 e está à venda em livrarias e pela Editora Fepaf. Pode ser encomendado pelo e-mail publicacoes@fepaf.org.br ou pelo telefone (14) 3882-6300, ramal 134.

As informações são da assessoria de imprensa da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp - câmpus de Botucatu/SP.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink