Lotes do açúcar seguem em baixa em NY e Londres
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,680 (0,00%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Eliza Maliszewski

AÇÚCAR

Lotes do açúcar seguem em baixa em NY e Londres

Os contratos futuros do açúcar recuaram mais uma vez nas bolsas internacionais, nessa terça-feira (14)
Por:
86 acessos

Os contratos futuros do açúcar recuaram mais uma vez nas bolsas internacionais, nessa terça-feira (14). Em Nova York, os lotes do açúcar bruto com vencimento para outubro/20 recuaram 26 pontos e foram fixados em 11.32 centavos de dólar por libra-peso. Os contratos para março/21 foram firmados em 12.05 cents/lb, queda de 26 pontos. Os outros vencimentos recuaram entre 12 e 26 pontos.

De acordo com a Reuters, as incertezas relacionadas aos planos de reabertura econômica em meio a uma disparada no número de casos de coronavírus pressionaram as cotações. Os preços do petróleo também influenciaram no valor do açúcar. Um analista ouvido pela agência afirmou ainda que "os rumores no mercado do petróleo estão deixando o mercado do açúcar um pouco nervoso".

Em Londres, os contratos para agosto/20 fecharam em US$ 334,90 a tonelada, queda de 20 cents. O vencimento para outubro/20 foi fixado em US$ 338,10 a tonelada, recuo de 3,50 cents. Os demais lotes desvalorizaram entre 4,60 e 5 dólares.

Mercado doméstico

Nessa terça-feira, em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 77,46, pelo indicador Cepea/Esalq, da USP, recuo de 0,09% quando comparado com o valor da véspera.

Etanol

Já o indicador diário do etanol hidratado, medido pela Esalq/BM&FBovespa, posto Paulínia, fechou ontem em R$ 1.669,50 o metro cúbico, valorização de 0,21% quando comparado ao valor da véspera.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink