Lula critica países ricos e diz que subserviência acabou

Agronegócio

Lula critica países ricos e diz que subserviência acabou

O presidente criticou os países ricos por não aceitarem reduzir os subsídios
Por:
54 acessos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta segunda-feira (02-06) os países ricos por não aceitarem reduzir os subsídios agrícolas e afirmou que a interrupção das conversas no âmbito da Rodada Doha, da Organização Mundial do Comércio (OMC), é sinal de que “o momento da subserviência” acabou. Lula explicou que, durante as negociações, a União Européia não aceitou reduzir suas taxas e os Estados Unidos não abriram mão dos subsídios que concedem aos seus agricultores, como querem os países em desenvolvimento. De acordo com o presidente, nos últimos três anos, os norte-americanos investiram US$ 15 bilhões em subsídios agrícolas e propuseram elevar o montante para US$ 17 bilhões.

“Na verdade, eles (Estados Unidos) não queriam diminuir, eles queriam aumentar. A União Européia falou, falou, falou, mas, na hora de apresentar a carta que estava no bolso, não apresentou. Eles queriam que nós reduzíssemos o coeficiente dos produtos industriais, para mais produtos dos países desenvolvidos entrarem no Brasil”, disse Lula, ao participar da comemoração aos 50 anos da empresa Scania no país, em São Bernardo do Campo (SP).

A falta de um acordo entre as nações ricas e pobres sobre a redução dos subsídios agrícolas fez com que Brasil e Índia suspendessem, no mês passado, na Alemanha, diálogo com os europeus e norte-americanos. Os quatro países, que formam o G4, lideravam as negociações na Rodada Doha.

“Tivemos, pela primeira vez, a coragem de não ceder aos interesses das economias desenvolvidas. Nós fizemos questão de dizer que tinha acabado aquele momento da subserviência. Queríamos ser tratados em pé de igualdade”, completou o presidente a respeito da decisão de Brasil e Índia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink