Lula discute etanol em Washington com Bush

Agronegócio

Lula discute etanol em Washington com Bush

O Brasil e os EUA são os dois principais produtores mundiais de etanol
Por: -Redação
2 acessos

O embaixador americano no Brasil, Clifford Sobel, afirmou nessa quinta-feira (11-01) que os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e George W. Bush discutirão acordos na área de biocombustível, especialmente etanol, em encontro entre os dois líderes no primeiro semestre, em Washington.

Além da questão energética, os dois presidentes falar��o sobre cooperação comercial e cumprimentos de leis. Nem as autoridades americanas nem o Palácio do Planalto confirmaram a data da viagem do presidente brasileiro. Na conversa, em Brasília, com jornalistas estrangeiros, o embaixador americano falou que deseja que o Brasil negocie com os membros do G20 (países em desenvolvimento) uma saída para o fim impasse da Rodada Doha.

Etanol

Brasil e EUA são os dois principais produtores mundiais de etanol, com cerca de 16 bilhões de litros anuais cada um.

No mês passado, os dois países assinaram o tratado que cria a Comissão Interamericana do Etanol, entidade privada lançada por EUA, Brasil e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) com a proposta de promover o uso do combustível como alternativa ao petróleo nas Américas.

A intenção americana é desenvolver um programa de substituição de gasolina para todas as Américas. Só nos Estados Unidos, a substituição pode gerar uma demanda de 80 bilhões de litros de etanol. O etanol americano tem como base o milho, e a crescente demanda por biocombustíveis nos EUA tem elevado a cotação do cereal. Analistas dizem que o preço do milho deverá bater recordes nos próximos anos.

O Departamento de Agricultura disse que indústria americana de etanol precisará de 1 bilhão de bushels a mais de milho neste ano do que na safra 2006. No entanto, a recente desvalorização do petróleo também provocou a queda do preço do milho. Com o petróleo mais barato, diminui a procura por biocombustíveis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink