Maior produção de açúcar e redução da demanda pressionam cotações no SPOT

Açúcar

Maior produção de açúcar e redução da demanda pressionam cotações no SPOT

Clima seco tem acelerado a colheita da cana nas lavouras paulistas e, consequentemente, elevado a produção de açúcar
Por:
21 acessos

Apesar do mix de produção indicar que a safra 2018/19 será mais alcooleira, o clima seco tem acelerado a colheita da cana nas lavouras paulistas e, consequentemente, elevado a produção de açúcar. Conforme pesquisadores do Cepea, esse cenário, atrelado à baixa demanda de compradores, fez com que os preços do cristal voltassem a cair.

De 7 a 14 de maio, o Indicador do Cristal CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 até 180, recuou 5,4% no mercado paulista, fechando a segunda-feira, 14, a R$ 52,68/saca de 50 kg. Outro fator que influenciou o recuo dos preços domésticos do açúcar cristal foi o comportamento dos valores do demerara na Bolsa de Nova York (ICE Futures), que estão em movimento de queda desde março/18. Vale lembrar que o cenário externo é baixista, acarretado pela ampla produção de açúcar em vários países.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink