Mais uma revisão para baixo da produção brasileira de milho

Agronegócio

Mais uma revisão para baixo da produção brasileira de milho

No relatório de agosto, a Conab revisou para baixo a produção de milho na segunda safra (2015/2016).
Por:
643 acessos

No relatório de agosto, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou para baixo a produção de milho na segunda safra (2015/2016).

Estão previstas 42,59 milhões de toneladas, frente as 43,05 milhões estimadas no relatório anterior, de julho. Desde abril, os valores vêm sendo revisados para baixo.

O volume é 22,0% menor que o registrado na temporada passada, quando foram colhidos 54,59 milhões de toneladas. São aproximadamente 12,0 milhões de toneladas a menos este ano.

A menor disponibilidade é o principal fator de sustentação dos preços no mercado interno.

No total, considerando a primeira e segunda safras, a produção nacional está estimada em 68,47 milhões de toneladas, 19,1% menos que as 84,67 milhões de toneladas colhidas em 2014/2015. É a menor produção desde 2010/2011.

Os estoques internos finais em 2015/2016 estão estimados em 5,80 milhões de toneladas, frente as 10,51 milhões de toneladas na safra passada.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink