Manejo da mancha das folhas da videira é tema de dias de campo na Serra
CI
Dia de campo

Manejo da mancha das folhas da videira é tema de dias de campo na Serra

Cerca de 80 pessoas participaram, na tarde desta quarta-feira (16/05), de um Dia de Campo sobre Manejo da Mancha das Folhas da Videira
Por:

Cerca de 80 pessoas participaram, na tarde desta quarta-feira (16/05), de um Dia de Campo sobre Manejo da Mancha das Folhas da Videira, na propriedade da família Scortegagna, em Flores da Cunha. O evento foi promovido pela Embrapa Uva e Vinho, Emater/RS-Ascar e Instituto Federal do Rio Grande do Sul (Ifrs). Nesta quinta-feira, este mesmo dia de campo acontece em Bento Gonçalves. 

Segundo Lucas Garrido, coordenador do evento e pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, a intenção foi orientar os produtores nos cuidados pós-colheita para garantir a longevidade das plantas e uma boa produção na próxima safra. "A desfolha precoce é o principal dano da doença. Isso faz com que a planta não acumule reservas, ocasionando uma má brotação no ciclo seguinte", esclarece.

Além do controle da mancha das folhas, Garrido comenta que, a partir das necessidades identificadas junto aos produtores, foram selecionados outros tópicos abordados no evento. O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Enio Todeschini, falou sobre as plantas de cobertura do solo, destacando algumas espécies, o manejo e os benefícios. ?Os agricultores devem utilizá-las para proteger o solo e reduzir o uso de herbicidas e depois diversificar, não só a espécie, mas a família botânica, através do consórcio ou plantio sucessivo?, ressaltou.

Já o professor do Instituto Federal, Luís Carlos Diel Rupp, apresentou novas formulações e a utilização de compostos orgânicos diferenciados, a partir da sua experiência no Centro Ecológico de Ipê. ?O composto orgânico é um adubo completo, rico em micro e macronutrientes, que contribui para a saúde do solo e da planta?, destacou. Outro tema tratado pelo técnico da Embrapa Uva e Vinho, Roque Zílio, foi o manejo das cultivares desenvolvidas pelo Programa de Melhoramento Genético da Embrapa ? Uvas do Brasil, como a BRS Carmem, BRS Magna e a BRS Cora, utilizadas para a elaboração de suco, e cultivares comuns. Ele apresentou as características de cada variedade e o manejo recomendado para alavancar a produção. 

Para o agricultor Alexandre Scortegagna, é importante que os produtores participem destes dias de campo, onde profissionais do ensino, pesquisa e extensão compartilham seu conhecimento. ?Para poder permanecer no meio rural, os agricultores precisam se aproximar das tecnologias e se profissionalizar na área?, salientou.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink