Manejo e conservação do solo na Amazônia retomam as Lives sobre ODS em 2021
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Manejo e conservação do solo na Amazônia retomam as Lives sobre ODS em 2021

O evento on-line é aberto ao público e será transmitido pelo Canal da Embrapa no Youtube
Por:

No dia 22, às 15 horas, retornam as lives da série “Revisitando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável- ODS na Embrapa”. Sétima da série e primeira de 2021, traz como tema "Manejo e Conservação do Solo na Amazônia e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável-ODS". O evento on-line é aberto ao público e será transmitido pelo Canal da Embrapa no Youtube .

O solo representa, direta ou indiretamente, um importante vetor para o alcance dos ODS, na medida em que manejo e conservação impactam sobre o ambiente, produção e a vida das populações amazônicas, conforme explica a pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental, Tatiana Deane de Abreu Sá, organizadora e anfitriã da série.

A pesquisadora reitera a importância de concentrar a atenção ao cumprimento da Agenda 2030 das Nações Unidas, principalmente, “no momento crítico nacional e mundial em que vivemos, em várias dimensões, e que exige ampliar a atenção ao que foi enunciado e acordado entre vários países em 2015”, alerta Tatiana. “Grande parte dos ODS têm tido baixo atingimento no mundo e no Brasil, e em particular, nas regiões Norte e Nordeste”, atenda.

Para esta edição participam da bancada Raimundo Cosme de Oliveira Júnior, pesquisador em solos da Embrapa Amazônia Oriental; Eufran Ferreira do Amaral, pesquisador e chefe-geral da Embrapa Acre; e Irene Maria Cardoso, docente da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e ativista em Agroecologia.

Com a Amazônia no centro do debate, a discussão se inicia com Raimundo Cosme, com um raio-x sobre a atuação da Embrapa no manejo e conservação do solo e sua vinculação aos ODS, em especial, no Pará. Na sequência, do Acre, falará o pesquisador Eufran a partir de sua experiência como pesquisador e gestor, atuando em atividades voltadas a temas relevantes associados aos solos, como é o caso do zoneamento ecológico econômico e a construção coletiva de conhecimento sobre solos junto a populações indígenas. Ao final, mas não menos importante, Irene Cardoso fará uma análise sobre o papel de instituições de pesquisa, como a Embrapa, quanto ao manejo e conservação de solos e como essa ação rebate no alcance dos ODS.

Atuação da Embrapa nas ODS

Desde o lançamento da Agenda 2030, a Embrapa se organizar para contribuir ao cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Tatiana Sá destaca contribuições pioneiras, como a elaboração de 18 volumes de e-books dedicados aos 17 ODS, e um de síntese, lançados no aniversário da Embrapa, dia 26 de abril de 2018.

Saiba mais acessando aqui

De acordo com a pesquisadora, a partir de 2020, driblando as dificuldades impostas pela pandemia, a Empresa tem buscado, por meio da Rede ODS Embrapa, formas de retomar o tema no âmbito nacional, ao promover uma série de webinares internos e externos, e com isso buscar de estratégias para ampliar a contribuição da instituição, ao que preconiza a Agenda 2030.

Saiba mais sobre a séries de lives acessando aqui


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink