Mapa inicia vacinação contra aftosa em reservas indígenas
CI
Agronegócio

Mapa inicia vacinação contra aftosa em reservas indígenas

Cerca de R$ 253 mil serão utilizados durante a operação em custos como combustível e material de apoio
Por:
Com o objetivo de imunizar 50 mil cabeças de gado em 218 comunidades indígenas de Roraima, a Superintendência Federal de Agricultura (SFA/Mapa) estadual iniciou a 1ª fase da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa na reserva Raposa Serra do Sol, no noroeste do estado. Esses animais estão em áreas de fronteira seca com a Guiana, país que não possui dados oficiais sobre a doença, e a Venezuela, onde há registro de aftosa e é classificado como área de alto risco.


Para garantir a vacinação, a SFA/Mapa coordena o processo em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima. Durante 40 dias, cinco equipes formadas por técnicos, auxiliares e veterinários percorrerão todas as comunidades vacinando o gado e oferecendo orientações técnicas sobre manejo e prevenção contra outras doenças que possam vir a atingir o rebanho.


O tuxaua João da Silva Guariba, da comunidade Julia, diz que ações como essa do Governo Federal, além de garantir a imunidade contra a aftosa, oferece a garantia de certificação e de sanidade do rebanho para a comercialização do gado em outras regiões do estado, agregando mais valor na venda. A pequena comunidade vive da criação de 81 cabeças de gado e dos plantios de mandioca, feijão, melancia e milho.


Na primeira fase da campanha, o maior desafio a ser vencido é o período de chuvas, de acordo com o técnico do Ministério da Agricultura responsável pela operação nas áreas indígenas, José Maria Nóbrega. “Já começamos a enfrentar muitos problemas de acesso às comunidades mais isoladas. São muitos rios que estão com volume da água acima do normal, pontes quebradas e estradas ruins”, explicou Nóbrega, acrescentando que apesar das dificuldades de acesso a Superintendência local dispõe de estrutura necessária para cumprir o cronograma.


Cerca de R$ 253 mil serão utilizados durante a operação para custos como combustível e material de apoio, de acordo com o superintendente Federal de Agricultura, Divino Gouvêa.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.