Agronegócio

Mapa publica resolução alterando mistura de álcool

O Diário Oficial publicou resolução confirmando o aumento da mistura para 23%
Por: -Assessoria de Imprensa
4 acessos

O Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta sexta-feira (10-11) a resolução nº 36 confirmando a decisão do governo federal de aumentar de 20% para 23%, a partir do próximo dia 20, o percentual obrigatório de mistura de álcool anidro na gasolina. A resolução é assinada pelos ministros que compõem o Conselho Interministerial do Açúcar e Álcool (Cima): Luís Carlos Guedes Pinto, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Guido Mantega, da Fazenda, Luiz Fernando Furlan, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e Silas Rondeau, de Minas e Energia.

A decisão, tomada no último dia 31 de outubro, atende ao pleito do setor sucro-alcooleiro que solicitava o aumento da mistura devido ao incremento da safra de cana, hoje estimada em 425 milhões de toneladas (para açúcar e álcool). O objetivo do governo é aproveitar a existência de elevados estoques de álcool, formados pela boa safra de cana-de-açúcar que o país está colhendo na Região Centro-Sul, e com isso reduzir o consumo de gasolina.

Desde o dia primeiro de março, a mistura na gasolina era de 20%, ocasião em que houve uma redução de 5% na adição para que o consumo se ajustasse aos estoques disponíveis para o período de entressafra. De acordo com o diretor do Departamento da Cana-de-açúcar e de Agroenergia do Ministério da Agricultura, Angelo Bressan Filho, a perspectiva para o abastecimento na próxima entressafra é muito tranqüila, conforme avaliação dos técnicos do Cima e a decisão “também pode provocar uma pequena redução no preço final da gasolina”.

O aumento da adição de 20% para 23% vai incrementar o consumo em 306,9 milhões de litros. Para primeiro de maio do próximo ano, que marca o início da safra 2007/2008, o estoque deverá ser de 614,3 milhões de litros. Antes da medida, o estoque para a data estava previsto em 921,2 milhões de litros. Para este ano, a exportação de álcool será em torno de 700 milhões de litros superior ao volume exportado no ano passado, com uma produção de 1,7 bilhão de litros a mais que 2005. Em 1º de outubro, os estoques nas usinas somavam aproximadamente 5,1 bilhões de litros de álcool.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink