Mapa recebe proposta do RS para renegociação das dívidas dos produtores

Agronegócio

Mapa recebe proposta do RS para renegociação das dívidas dos produtores

Os ruralistas reinvindicam a concessão de um prazo de 12 anos, sendo dois de carência para pagamento dos débitos e a redução das taxas de juros para 4%
Por:
70 acessos
A proposta para renegociação das dívidas dos produtores gaúchos foi apresentada, nessa segunda-feira (07-04), ao ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. Os ruralistas reinvindicam a concessão de um prazo de 12 anos, sendo dois de carência para pagamento dos débitos e a redução das taxas de juros para 4%. "Ainda é um prazo apertado", diz o deputado Luis Carlos Heinze.


O total de débitos dos produtores gaúchos soma R$ 7,8 bilhões, conforme levantamento da bancada ruralista. Do todo, R$ 5,862 bilhões são dívidas que estão em dia e devem vencer até 2012, incluíndo custeios, investimentos, securitização, Pesa, Procera e Banco da Terra. O restante, R$ 2,027 bilhões, é da Dívida Ativa da União (DAU). O estudo divulgado ontem também indica que o faturamento líquido dos produtores de trigo, arroz, soja e milho somam de R$ 900 milhões.


A proposta deverá ser discutida novamente hoje, em reunião, às 10h, quando será debatida a dívida geral do setor, estimada em R$ 87,5 bilhões. Além de Stephanes, estarão presentes o ministro da Fazenda, Guido Mantega e, do MDA, Guilherme Cassel, e líderes da bancada.


Os pleitos são semelhantes aos definidos, ontem, em reunião na Farsul: o mesmo prazo de pagamento e juros de 5% para renegocociação de investimentos e custeios. Para o presidente da Farsul, Carlos Sperotto, a dívida geral deve ser prioridade. "As excepcionalidades trataremos em separado", declarou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink