Marfrig investe mais de US$300mi em duas joint ventures na China

Agronegócio

Marfrig investe mais de US$300mi em duas joint ventures na China

Parceria visa explorar a logística e distribuição de alimentos e atender a crescente demanda chinesa
Por:
931 acessos
SÃO PAULO (Reuters) - A processadora brasileira de aves, suínos e bovinos Marfrig anunciou nesta segunda-feira que formará duas joint ventures na China, por meio de sua subsidiária Keystone Foods, para explorar a logística e distribuição de alimentos e atender a crescente demanda chinesa.

Os dois projetos juntos devem envolver investimentos da ordem de mais de 300 milhões de dólares.

Na joint venture Cofco Keystone Foods Supply Chain, com 45 por cento de participação da Keystone e 55 por cento da Cofco, o grupo vai explorar oportunidades de negócios em serviços de logística e distribuição de alimentos na China, segundo comunicado divulgado ao mercado.

O investimento total na Cofco Keystone Foods Supply Chain está estimado em 252 milhões de dólares ao longo de 10 anos. A assinatura do acordo é prevista para 15 de abril, em Pequim.

Segundo o documento, o projeto prevê a construção de 6 centros de distribuição, frota de transportes e plataforma de tecnologia de informação de suporte, com previsão para entrada em operação a partir de 2012 em cidades estratégicas da China, incluindo a capital Beijing e Shenzhen (onde fica a planta de produtos processados da Keystone Foods China) e nas cidades de Chengdu, Shanghai, Shenyang e Wuhan.

Na segunda joint venture, a Keystone-Chinwhiz Poultry Vertical Integration, com 60 por cento de participação da Keystone e 40 por cento da Chinwhiz, a meta da companhia é "verticalizar a operação de aves na China" e atender a demanda por produtos industrializados.

Este segundo investimento está previsto em 57 milhões de dólares até o final de 2013 e o acordo deve ser assinado em 17 de abril.

A Marfrig informou que esta joint venture terá capacidade para processar 200 mil aves/dia e será capaz de fornecer 50 por cento da demanda por matéria-prima da unidade de processamento da Keystone na China.

"Dessa forma, a Marfrig estará posicionada estrategicamente para atender à crescente demanda por alimentos no mercado chinês, atuando desde o processamento até a distribuição aos seus clientes", afirmou a companhia no comunicado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink