Mato Grosso incentiva cultivo de maracujá
CI
Agronegócio

Mato Grosso incentiva cultivo de maracujá

Estado tem potencial para se destacar no segmento da fruticultura
Por:

"Mato Grosso tem potencial para se destacar no segmento da fruticultura no país", é o que garante o pesquisador William Krause, do Laboratório de Melhoramento de Plantas e Sementes da Unemat. “O Estado tem tradição no agronegócio com a soja, algodão, milho, pecuária e também pode investir num outro filão de mercado, a fruticultura. Só para se ter uma ideia cerca de 75% das frutas consumidas em Mato Grosso vem de outros Estados. Por isso, precisamos incentivar a produção de frutas", enfatiza Krause.

O pesquisador destaca que é possível ganhar dinheiro com a produção e comercialização de frutas. Segundo ele, Mato Grosso tem aproximadamente dois milhões de habitantes e o consumo de frutas, além de ser pequeno, a maior parte vem de outros Estados.

Com o intuito de mudar essa realidade e incentivar o cultivo do maracujá em Mato Grosso, o Governo do Estado, por meio do MT Regional incentiva o cultivo da fruta. De acordo com o secretário-extraordinário de Projetos Estratégicos do MT Regional, Renaldo Loffi, destaca que a fruticultura é uma das cadeias produtivas mais importantes no fortalecimento da agricultura familiar. "Dos 15 Consórcios Intermunicipais, seis deles têm parcerias com empresas âncoras para comercializar as frutas diretamente para a indústria. Estamos avançando e temos que progredir ainda mais, por meio da conscientização que a fruticultura é um bom negócio e rentável", pontua Loffi.

O coordenador da cadeia produtiva de fruticultura do MT Regional, Rodrigo Furquim, destaca que neste ano foram realizados quatro dos cinco "Cursos de Capacitação Continuada de Fruticultura" para incentivar o plantio de frutas no Estado. "Temos um clima favorável e podemos investir no plantio de frutas”, revela Furquim.

O maracujá é rico em vitaminas A, C e complexo B. É fonte de sais minerais como cálcio, ferro e fósforo. A fruta pode ser usada em sucos, sorvetes, essências de perfumes, uso medicinal, alimento funcional e a flor ornamental. O poder sedativo do maracujá é bastante conhecido e funciona no organismo como calmante. Existem muitas espécies de maracujá, que variam de tamanho e cor. Entre as mais conhecidas encontram-se: maracujá mirim, maracujá melão, maracujá do igapó, maracujá guaçu e maracujá comprido.Cem gramas de maracujá fornecem 90 calorias.

Atualmente, as indústrias pagam o equivalente a R$ 0,60 centavos pelo quilo do maracujá. É possível produzir em um ano até 40 mil toneladas da fruta. Os interessados em produzir maracujá terão um gasto em torno de R$ 12 mil reais com madeiras de eucalipto tratadas. “Mas o valor investido é possível recuperar no primeiro ano”, garante o pesquisador Krause. O segredo para uma colheita satisfatória é investir na irrigação e polinização manual.

Mais informações sobre ‘Cursos de Capacitação Continuada de Fruticultura’ podem ser obtidas no MT Regional 3613-4500.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink