Medidas aprovadas pelo CMN retiram pressão do mercado de arroz

Agronegócio

Medidas aprovadas pelo CMN retiram pressão do mercado de arroz

CMN autorizou a reabertura do prazo para contratação pelos produtores de arroz no Produsa
677 acessos
O coordenador da Comissão do Arroz da Farsul e presidente da Câmara Setorial Nacional do Arroz, Francisco Schardong, disse que as medidas aprovadas nesta quinta-feira, 28/04, pelo Conselho Monetário Nacional aliviam a pressão sobre os produtores. O CMN autorizou a reabertura do prazo para contratação pelos produtores de arroz no Programa de Estímulo à Produção Agropecuária Sustentável (Produsa). “Esse é um compromisso que o governo federal tinha com quem perdeu a lavoura e os bens pessoais com a enchente de 2010 na região central do Estado. Auxilia produtores que estão em situação difícil com a lavoura e a sustentação da família”, destacou Schardong. O prazo que foi encerrado no dia 31 de março será reaberto até 30 de setembro de 2011. Muitos produtores não conseguiram acessar a linha de financiamento devido aos atrasos na liberação das licenças ambientais, o que ocorreu há apenas poucos dias.


O Conselho Monetário Nacional também decidiu pela prorrogação de até 100% do saldo devedor das operações de Empréstimo do Governo Federal (EGF) de arroz da safra 2009/2010. A medida vai beneficiar os produtores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina que ainda enfrentam dificuldades para liquidação dos empréstimos. Pela Resolução nº 3.952, de 2011, a prorrogação dos prazos de vencimento estava limitada a até 80% do saldo devedor.


“A medida vai frear a oferta de arroz com preço abaixo do mínimo e dar um fôlego para os produtores. Não temos como estimar o número de arrozeiros que honrou os 20% até agora, mas muitos fizeram novas dívidas para quitar a parcela”, encerrou Schardong.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink