Meio rural catarinense atrai jovens empreendedores

Agronegócio

Meio rural catarinense atrai jovens empreendedores

Este ano, cerca de 1.500 jovens agricultores de SC se formarão no Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo
Por:
1514 acessos

Este ano, cerca de 1.500 jovens agricultores de SC se formarão no Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo

Evitar o êxodo rural tem sido um grande desafio em todo país, com as facilidades e o conforto das cidades é cada vez mais difícil manter os jovens na atividade agrícola. Na contramão dessa tendência, agricultores catarinenses encontram no meio rural um caminho atrativo para obter renda e qualidade de vida. Até o final de 2016, cerca de 1.500 jovens agricultores de Santa Catarina terão se formado no Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo, oferecido gratuitamente pelo Programa SC Rural, e estarão aptos para desenvolver seu próprio negócio.

Durante o curso, os jovens são incentivados a criar projetos para agregar valor aos produtos da agricultura e acabam descobrindo novas oportunidades de negócio. Foi justamente isso que aconteceu com Sheila Carneiro, produtora rural de Campo Alegre, que junto com os pais vendia leite in natura e agora possui uma queijaria. A produção de queijos, que começou por acaso, ganhou força com o apoio do Programa SC Rural. “Agora tenho um lugar certo para produzir o queijo e estou satisfeita, pois antes eu tinha quatro empregos: trabalhava com a mãe, tirando leite, e trabalhava limpando casas em três chácaras. Agora abandonei as chácaras, continuo trabalhando na propriedade e estou ganhando mais, acho que daqui para frente vou até triplicar o que eu ganhava”, conta.

Sheila encontrou no curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo um complemento para sua faculdade de administração e já colhe os frutos do investimento. “Se eu não tivesse feito o curso, não tivesse tido as aulas e o apoio que eu tive, eu não estaria hoje nessa área, não teria investido e teria continuado onde eu estava. Mas assim melhorou, em tudo. E hoje eu estou muito, muito feliz. O curso vale à pena, e não é só pelo apoio financeiro que recebi do Programa, é porque você recebe muito conhecimento em todas as áreas, abre tua cabeça para começar teu próprio negócio, independente da área que for, é muito importante”, destaca. Hoje, Sheila usa 200 litros de leite por semana para fazer aproximadamente 20 quilos de queijo.

O curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo tem duração de dez meses, com aulas presenciais durante uma semana por mês, e aborda três eixos temáticos: Liderança, empreendedorismo e inclusão digital; Oportunidades econômicas e ambientais voltadas ao emprego e renda em atividades agrícolas e não agrícolas; e Gestão de negócios, da propriedade e do ambiente natural. Ao final do curso, os alunos elaboram projetos individuais ou comunitários e as melhores propostas são selecionadas e recebem apoio financeiro do SC Rural.

O casal Lucimar Hof e Janaína, produtores de morango em Campo Alegre, também têm uma história de sucesso no meio rural. Os dois receberam o apoio do Programa SC Rural no valor de R$10 mil e os recursos alavancaram a produção. Lucimar e Janaína já têm contratos para venda de morango durante todo o ano, custando R$ 9 por quilo. A intenção é alcançar os nove mil pés plantados, três mil a mais do que possuem hoje, e ter uma renda bruta de R$ 60 mil por ano.

O casal procurou o curso do SC Rural para tentar permanecer no campo, melhorando a produção e tendo mais renda com o cultivo de morango. “Chegamos do curso com todo o gás, começamos a construir e vimos que tinha a possibilidade de aumentar o número de plantas. Na propriedade, trabalhamos eu e minha esposa, organizados nós conseguimos dar conta, por enquanto a gente consegue”, afirma Lucimar.

Histórias como as da Sheila e do Lucimar são cada vez mais comuns em Santa Catarina, ao todo o Programa SC Rural já apoiou projetos de 526 jovens agricultores em todo o estado, um investimento que ultrapassa os R$ 8,2 milhões.

Programa SC Rural

O Programa SC Rural nasceu em 2011 e termina em junho de 2017, é executado pelo Governo do Estado em parceria com o Banco Mundial e destina recursos não reembolsáveis a empreendimentos da agricultura familiar, mediante contrapartida dos beneficiários. Os empreendimentos apoiados abrangem atividades agrícolas ou não agrícolas (como o turismo rural) por meio de projetos de caráter estruturante, de melhorias de sistemas produtivos ou planos de negócios, além de outras ações implementadas por cooperativas e associações de agricultores familiares.

O SC Rural é coordenado pela Secretaria da Agricultura e da Pesca e, por envolver atividades multissetoriais, é executado por diversas instituições: Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink