Carne bovina

Mercado de carne bovina frouxo há mais de um mês

Mercado praticamente estável.
Por:
94 acessos

O preço médio atual, R$11,53/kg, repetindo o que vimos na terceira semana de outubro, é o menor desde a primeira quinzena de setembro.

Os preços subiram, quase que linearmente entre a última semana de julho e a segunda de setembro. Neste período, a expectativa de segundo semestre típico, com valorizações para a carne bovina, situação que daria condição para que a arroba do boi gordo subisse, vinha se confirmando. O mercado subiu 7,5%.

Mas, agora já são cinco semanas de mercado frouxo, acumulando queda de 1,6%. Embora a desvalorização tenha sido pequena, é o comportamento que preocupa. Passamos por pagamento de salários, feriado, e estamos no mês em que sazonalmente as vendas aumentam, e nada disso fez os preços subirem.

Enquanto isso, as indústrias veem, aos poucos, suas margens crescerem. A diferença entre o preço pago pela arroba e a receita dos frigoríficos, que está em 26,5%, é a melhor desde agosto.

Embora possa parecer o contrário, esse fato, sozinho, não é suficiente para alavancar o mercado do boi. A margem pode chegar aonde for, se a necessidade de intensificar a compra de matéria-prima não vier a partir da melhora nas vendas de carne, não há porque os compradores intensificarem a busca por boiadas e, consequentemente, pagarem mais pelo animal terminado.

Em resumo, por mais que os indicadores econômicos tenham melhorado, o mercado de carne bovina, cuja elasticidade renda é elevada, demonstra que o poder de compra da população ainda não melhorou como esperado. Ao pecuarista, atenção ao consumo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink