Mercado de Commodities
CI
Agronegócio

Mercado de Commodities

por Gilda M. Bozza, economista DTE/FAEP
Por:
por Gilda M. Bozza, economista DTE/FAEP

Nesta segunda-feira (22), na Bolsa de Chicago, os contratos futuros de soja foram negociados em baixa pela segunda vez consecutiva. As variáveis que determinaram a queda foram as perspectivas de condições climáticas melhores ao plantio, a menor demanda chinesa e a realização de lucros.  Com isso, os contratos para maio/13 fecharam cotados a US$ 31,24 por saca, correspondente ao dólar médio a R$ 63,10 por saca. No Porto de Paranaguá prêmio negativo de 0,50 cents/bushel, algo equivalente a  menos US$ 18,37 por tonelada ou menos US$ 1,10 por saca.

No mercado do milho, as perdas foram alavancadas pelas perspectivas de condições climáticas favoráveis e chuvas que apontam recuperação da umidade do solo. Os futuros maio/13 foram negociados a US$ 15,25 por saca, equivalente a R$ 30,80 por saca.

Igualmente no mercado do trigo, prevaleceram as condições climáticas favoráveis para a cultura.  Os contratos maio/13 fecharam a US$ 15,47 por saca, correspondente a US$ 31,24 por saca.

No mercado paranaense, os preços da soja, acompanhando a Bolsa de Chicago fecharam em queda, com média de R$ 52,18 por saca.  O milho tem preço médio de R$ 19,76 por saca. O trigo permanece com preço médio estável, no entorno de R$ 38,93 por saca.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.