Mercado de flores e plantas ornamentais cresce 9% nos cinco primeiros meses

Agronegócio

Mercado de flores e plantas ornamentais cresce 9% nos cinco primeiros meses

Por:
232 acessos

Brasília - O faturamento do mercado de flores e plantas ornamentais cresceu 9% nos cinco primeiros meses de 2009, em comparação ao mesmo período do ano passado. A informação é do presidente da Câmara, Renato Opitz, que se reuniu com representantes do setor, nesta quarta-feira (17), em Brasília.

No encontro, foi ressaltada a importância, para o País, da Lei de Proteção de Cultivares, que está sendo analisada pela Casa Civil. “Uma vez aprovada, a lei contribuirá para que empresas no exterior possam investir no Brasil, por meio de novas variedades mais produtivas, e se sintam amparadas e protegidas. Com essa nova lei, teremos mais de 300 novas variedades com valor agregado, o que ampliará as nossas perspectivas de exportação”, explicou Opitz.

Mercado - São Paulo é responsável por 75% da produção de flores e plantas ornamentais e por mais de 50% do consumo nacional desses produtos. Ao todo, 95% são destinados ao consumo interno e 5% seguem para países como Estados Unidos, União Europeia e Japão. “Também existem projetos sólidos de produção nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Pernambuco e Alagoas. As flores mais vendidas no Brasil são as rosas e, no caso das plantas envasadas, as orquídeas. Isso se deve a dois fatores considerados importantes pelos consumidores: bons preços e durabilidade”, afirmou Opitz.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink