Milho

Mercado internacional faz preço do milho subir 3% entre dezembro e janeiro

No decorrer do primeiro mês de 2017, em contrapartida, situação interna do país tem puxado preços para baixo
Por:
255 acessos

Entre os meses de dezembro e janeiro, o preço médio do milho em Mato Grosso do Sul teve aumento de 3,45%, passando de R$ 21,85 para R$ 22,63 segundo levantamento da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS).

Segundo a entidade, a valorização foi influenciada pelo mercado internacional. Os contratos na Bolsa de Chicago subiram mais de 2% no primeiro mês de 2018.

Conforme o boletim de acompanhamento da safra divulgado nesta segunda-feira (5), entre os dias 22 e 29 de janeiro o cenário foi de estabilidade no campo, com o preço médio do grão tendo encerrado o período com a tímida alta de 0,28%.

Todas as oito cidades pesquisadas mantiveram as mesmas cotações com exceção de Caarapó, onde o milho saltou de R$ 23 para R$ 23,50, o que corresponde a um aumento de 2,17%.

Levando em consideração o acumulado do mês de janeiro, no entanto, a situação não tem sido tão favorável, já que os preços caíram 2,71% até o dia 29. Caarapó novamente se destaca, sendo a única localidade com alta, além de Chapadão do Sul, que conseguiu manter os mesmos valores no decorrer do período.

Segundo o analista técnico do Sistema Famasul, Luiz Gama, os preços caíram por conta da pressão do mercado interno e pela disponibilidade do grão colhido ano passado e que ainda está nos armazéns.

Até o momento, produtores de Mato Grosso do Sul já conseguiram vender 75,02% da safra 2017. Em relação ao mesmo período na safra anterior, o resultado está 14,9 pontos percentuais menor.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink