MG: governo extingue Companhia de Armazéns e Silos
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PREJUÍZOS

MG: governo extingue Companhia de Armazéns e Silos

A Casemg foi constituída em 1957 para armazenar e ensilar produtos do agronegócio
Por: -Eliza Maliszewski

O Ministério da Economia informou que extingiu a Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais (Casemg). O processo de liquidação já durava dois anos. Segundo o governo a estatal teve despesas de R$ 19 milhões entre 2017 e 2020. Só no ano passado o custo com pessoal e encargos foi de R$ 8,8 milhões.

A Casemg foi constituída em 1957 para armazenar e ensilar produtos do agronegócio, fazer seu comércio e transbordo. Em 2016 a estatal tinha 18 unidades e apenas seus davam lucro. Conforme informou a Agência Brasil, durante o processo de liquidação, houve alienação de sete bens imóveis, totalizando R$ 32,8 milhões em vendas, além de destinação dos bens móveis, levantamento do contencioso judicial e extrajudicial e arquivamento e organização de todo o acervo documental da empresa.

O patrimônio remanescente será assumido pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU) - bens imóveis -, pela Advocacia-Geral da União (AGU) - passivo judicial e extrajudicial - e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - acervo documental e obrigações referentes ao pagamento de pensões.

Em setembro o governo também extinguiu a Companhia Docas do Maranhão (Codomar), criada em 1974 e que acumulou prejuízo de R$ 64 milhões entre 2014 e 2017. De acordo com o ministério, outras 46 estatais federais de controle direto passam por um processo de análise.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink