Agronegócio

Mil e quinhentos são esperados para conferência de desenvolvimento rural

Por:
1539 acessos
Moradora do município de Urucurituba, no interior do Amazonas, Eliane Mourão de Matos, 25 anos, é uma das delegadas eleitas para representar o estado na 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS), entre os dias 14 e 17 de outubro, em Brasília (DF). É a primeira vez que Eliane participa de um debate nacional sobre o desenvolvimento do Brasil rural. Representante da juventude local, ela vai levar à Capital Federal os anseios e a expectativa por um campo melhor.


“Os nossos jovens enfrentam algumas dificuldades, por isso lutamos por mais escolas agrícolas, saúde e educação para que ninguém possa deixar o campo e ir para a cidade. Estou um pouco ansiosa com a conferência, mas imagino que se todas essas propostas forem efetivadas, vai melhorar muito para a gente”, conta a participante.

Eliane é uma das 1,5 mil pessoas esperadas para a conferência. Durante três dias, agricultores familiares, assentados da reforma agrária, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas, quilombolas, mulheres, jovens, representantes do poder público e da sociedade dos 26 estados do País e do Distrito Federal vão planejar o Brasil rural e seu papel no desenvolvimento nacional.


Desse total, 1,2 mil participantes são delegados e delegadas que terão voz e voto na análise das 388 propostas que serão discutidas na conferência. Além deles, estarão no evento mais 200 convidados e 100 observadores – do Governo Federal e da sociedade civil. A 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS) é promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf) e não é aberta ao público.

Propostas

As conferências territoriais, municipais, intermunicipais, setoriais, temáticas e estaduais, realizadas de maio a agosto deste ano, reuniram aproximadamente 42 mil pessoas com o intuito de planejar um Brasil rural mais sustentável e solidário. Desses encontros, foram levantadas mais de 11 mil propostas nos sete eixos da conferência: Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e da Agroecologia; Reforma Agrária e Democratização do Acesso à Terra e aos Recursos Naturais; Abordagem Territorial como Estratégia de Desenvolvimento Rural e Promoção da Qualidade de Vida; Gestão e Participação Social; Autonomia das Mulheres Rurais; Autonomia e Emancipação da Juventude Rural e Promoção do Etnodesenvolvimento.


O objetivo da 2ª CNDRSS é a construção do Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, com indicação de metas de curto, médio e longo prazos para o desenvolvimento do rural brasileiro. A expectativa é que o documento seja levado para aprovação na reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf), em dezembro de 2013.

Credenciamento

Os delegados e delegadas da conferência devem fazer o pré-credenciamento e indicar até três, das 12 comissões temáticas, as que tenham maior interesse e, assim, contribuir nas discussões. Para isso, basta fazer o credenciamento prévio na página da conferência.


Serviço

2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (2ª CNDRSS)
Data: 14 a 17 de outubro de 2013 (segunda a quinta-feira)
Horário: 9h
Local: Centro de Convenções Brasil 21 – Setor Hoteleiro Sul, quadra 6 – Complexo Brasil 21
Site: www.desenvolvimentorural.gov.br

Gabriella Bontempo
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink