Milho: B3 fecha em campo misto
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

Milho: B3 fecha em campo misto

Em Chicago o milho fechou em nova alta por corte maior no Brasil e alta do petróleo
Por: -Leonardo Gottems

No mercado do milho, a B3 fechou em campo misto, com olhares continuam atentos ao clima e à paridade de importação, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Nesta quarta-feira, um dia mais amistoso foi visto na B3, que apresentou, ao final da sessão, leves aumentos na saca, ao que parece indicar uma realização de lucro por parte dos traders”, comenta a consultoria. 

“Nada  que  reverta,  no  entanto,  um  viés  altista,  que busca  a  paridade  com  a  importação,  já  que  o  milho importado hoje não sai por menos de R$ 98,00 a saca. Na bolsa  de Chicago, apesar de  um  relatório baixista, onde  viram-se  estoques  3%  maiores  do  que  no  ano passado,  pouca  reação.  Pelo  visto,  as  secas  ocorridas na  América  do  Sul  anteciparam  a  precificação  de ativos. Os  vencimentos fecharam em campo misto,  com  pouca  diferença  para  o  dia  anterior.  No fechamento,  janeiro/22  foi  cotado  à  R$  95,80 (+0,90%);  o  março/22  valeu  R$  98,15  (+0,46%);  o maio/22 foi negociado por R$ 93,90 (+0,16%) e o julho/22 teve valor de R$ 89,50 (-0,77%)”, conclui. 

Em Chicago o milho fechou em nova alta por corte maior no Brasil e alta do petróleo. “A  cotação  do  milho  para  março22 fechou em nova alta de 0,21% ou 1,25 cents/bushel a $  601,0.  A  cotação  de  julho22,  importante  para  as exportações  brasileiras,  fechou  também  em  alta  de 0,13% ou $ 1,75 cents/bushel a $ 599,75”, indica. 

“Depois de uma sessão volátil, terminou com uma leve queda. O USDA forneceu dados mistos. Por um  lado,  fez  um  corte  maior  do  que  o  esperado  na produção  no  Brasil.  Por  outro  lado,  indicou  que  os estoques mais altos nos EUA. Alta do petróleo trouxe suporte.  A  evolução  do  clima  na  América  do  Sul  e  o desempenho  da  demanda  nos  EUA  serão acompanhados de perto”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.