Milho: poder de compra do frango retorna à média dos últimos 16 anos

Agronegócio

Milho: poder de compra do frango retorna à média dos últimos 16 anos

O poder de compra do frango vivo vem registrando recuperação em relação ao milho
Por:
1090 acessos

A despeito de uma estabilidade de preços que vem desde agosto e já dura mais de 11 semanas (80 dias nesta sexta-feira, 18 – se nada de diferente ocorrer), o poder de compra do frango vivo vem registrando recuperação em relação ao milho. Porque, ainda que em velocidade muito lenta, os preços do milho vêm recuando.

Mesmo assim, o poder de compra no decorrer de 2016 permanece bem inferior ao de exercícios passados. Assim, por exemplo, nos 13 meses decorridos entre novembro de 2014 e novembro de 2015, uma tonelada de frango vivo (base: preço ao produtor no interior paulista) foi suficiente para adquirir, em média, perto de 5,2 toneladas de milho.

Já nos 13 meses decorridos entre novembro de 2015 (quando o processo de alta já havia sido deflagrado, mas a saca de milho ainda era adquirida por menos de R$40,00) e novembro corrente (quando, no interior paulista, os preços permanecem próximos mas ainda acima dos R$40,00/saca), a mesma tonelada de frango vivo adquire não mais que 3,9 toneladas de milho – ou, na ponta do lápis, quase um quarto a menos que no período anteriormente analisado.

De toda forma, é oportuno registrar que o volume de milho adquirível na primeira quinzena de novembro corresponde à mesma média registrada em, praticamente, 16 anos, ou seja, desde janeiro de 2001: 4,5 toneladas de milho por uma tonelada de frango vivo. Resultado bem melhor que as 2,8 toneladas de milho de maio passado. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink