Milho: preços mais firmes desde o final de agosto

MILHO

Milho: preços mais firmes desde o final de agosto

Estima-se um cenário de retomada de preços firmes e em alta em setembro
Por:
9 acessos

A maior disponibilidade com a colheita da segunda safra praticamente concluída, a demanda interna calma e a queda no ritmo das exportações ao longo das primeiras semanas de agosto pressionaram as cotações para baixo na primeira quinzena.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos chegou a ser negociada abaixo de R$37,00, sem o frete, na primeira metade do mês.

No entanto, após estes recuos, os preços estiveram firmes no mercado interno, com o ritmo dos embarques voltando a subir nas últimas semanas do mês e o dólar se valorizando.

Foram verificados negócios em até R$38,00 por saca em Campinas, sem o frete, no final de agosto e começo de setembro.

As valorizações do dólar abrem espaço para a retomada do ritmo das exportações, que apesar da queda no ritmo ao longo de agosto, ficaram acima do verificado em julho deste ano e agosto de 2018.

Para o curto prazo, não estão descartadas quedas pontuais nos preços no mercado brasileiro, em função da boa disponibilidade interna.

No entanto, considerando o clima adverso e a possibilidade de haver revisão nos números da safra norte-americana (para baixo) nos próximos relatórios, esperamos um cenário de retomada das cotações em dólares e boa movimentação para exportação nos próximos meses.

Diante disso, estimamos um cenário de retomada de preços firmes e em alta em setembro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink