Agronegócio

Milho cai e Dezembro atinge menor nível desde 2010 - Análise Agrolink

O relatório do USDA foi considerado baixista
Por: -Leonardo Gottems
2163 acessos


A Bolsa de Cereais de Chicago registrou nesta segunda-feira (30.09) baixa de 12 de centavos de dólar no preço do milho nos contratos de Dezembro deste ano, fechando em US$ 4.41. O contrato do último mês do ano chegou ao seu nível mais baixo desde setembro de 2010.

 
O relatório do USDA foi considerado baixista, em relação às estimativas do mercado. Em 1º de setembro, os estoques ficaram em 824 milhões de bushels – muito acima em comparação com as expectativas do mercado, que eram de perto de 681 milhões. Esses estoques caíram 17% desde o ano passado.
 
Do total, 275 milhões de bushels foram de armazenamento nas propriedades – uma queda de 12% desde o ano passado. Já o armazenamento externo foi de 549 milhões de bushels, abaixo 19% do ano passado. Fatores vistos como negativos foram o excelente tempo para a colheita no fim de semana, a percepção de que o norte de Iowa, o Minnesota e as Dakotas foram poupados de qualquer dano por geada, além de uma previsão de calor no horizonte – o que constituíram expectativas de colheita recorde de milho à frente.

 
A notícia de que o USDA revisou as plantações de trigo 2013 em até 600 mil hectares no relatório de produção de agosto poderia indicar que o USDA está propenso a utilizar os dados de área cultivada FSA para ajustar os de milho e soja. Os traders vêem como forte a possibilidade de rendimento saltar para o nível 158-160 na atualização de outubro, o que vai mais do que compensar um ajuste menor da área plantada.
 
O relatório COT na sexta-feira mostrou uma posição líquida recorde de especuladores no milho, o que pode ter provocado alguma compra. Dados meteorológicos, relatórios de produtividade e competitividade das exportações parecem ser forças negativas para agora e antes da atualização USDA.


As inspeções de exportação semanais ficaram em 21,9 milhões de bushels, que foi um pouco maior do que o esperado. Os embarques precisam em média de 23,9 milhões de bushels por semana para atingir a previsão de exportação USDA para a temporada.
 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink