Milho/CEPEA: Com liquidez lenta, atenção se volta a estimativas

Agronegócio

Milho/CEPEA: Com liquidez lenta, atenção se volta a estimativas

Produtores têm dado prioridade para as negociações de soja, visto que os preços da oleaginosa estão mais firmes
Por:
1385 acessos

A comercialização do milho segue lenta no mercado brasileiro. Produtores consultados pelo Cepea têm dado prioridade para as negociações de soja, visto que os preços da oleaginosa estão mais firmes, por conta de problemas com transporte até o Porto de Paranaguá. Além disso, vendedores têm realizado contratos envolvendo o cereal da segunda safra. Diante do ritmo mais lento do mercado, a atenção de agentes consultados pelo Cepea esteve voltada às divulgações dos dados da safra no Brasil e das estimativas agregadas da temporada mundial 2011/12. No Brasil, a Conab elevou ligeiramente a produção da safra de verão 2010/11, enquanto o USDA surpreendeu o mercado, com dados indicando produção recorde nos Estados Unidos. Entre 9 e 16 de maio, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas-SP; valores a prazo são convertidos para à vista pela taxa de desconto CDI) subiu 0,82%, fechando a R$ 28,42/sc de 60 kg na segunda-feira, 16. Se considerada a taxa de desconto NPR, na região de Campinas, o preço médio à vista nessa segunda foi de R$ 27,92/sc de 60 kg, aumento de 1,01% no comparativo com a segunda-feira anterior, 9.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink