Milho/Cepea: Movimento de queda prevalece

Agronegócio

Milho/Cepea: Movimento de queda prevalece

Apesar de os preços registrarem recuperação a queda prevalece
Por:
600 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.
Apesar de os preços do milho registrarem recuperações em algumas praças acompanhadas pelo Cepea, a queda ainda prevalece na maioria. A Conab, por enquanto, não indica novo leilão e, com os valores internacionais também em queda, a paridade de exportação está se reduzindo, diminuindo a competitividade do milho nacional.

Pesquisadores do Cepea indicam que esse cenário segue preocupando vendedores, já que, com o fim da colheita, os silos estão cheios, compradores estão abastecidos e a demanda externa apresenta ritmo muito lento.

Além disso, a comercialização interna segue lenta e armazenar o grão torna-se uma dificuldade, tanto pelo espaço quanto pelo custo. Quanto aos preços, entre 22 e 29 de setembro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), subiu 0,9%, a R$ 22,16/saca de 60 kg na segunda-feira, 29.

Se considerados os negócios também em Campinas, mas cujos prazos de pagamento são descontados pela taxa de desconto NPR, o preço médio à vista foi de R$ 21,77/sc de 60 kg na segunda, elevação de 0,97%. Na parcial do mês, por outro lado, as quedas são de 1,9% e 1,23%, respectivamente.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink