Milho ficará dentro do projetado no MT

Agronegócio

Milho ficará dentro do projetado no MT

Plantio da safrinha está encerrado no estado
Por:
1524 acessos
Em relação ao milho de segunda safra (safrinha), o boletim do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) informa que está encerrando o plantio, tendo atingido 98,9% da área intencionada. Isso porque desde que houve o atraso no plantio da soja em virtude da estiagem de outubro de 2010 já era esperado um atraso na semeadura do milho. No levantamento de plantio de 24 de fevereiro, Mato Grosso apresentava o maior atraso, 39 pontos percentuais (p.p.) com relação ao ciclo anterior, porém, nas duas semanas subsequentes àquela data, o plantio tomou força e avançou 45%, reduzindo o atraso para 8 p.p.


O presidente da Aprosoja, Glauber Silveira, avalia que a produtividade do milho safrinha em Mato Grosso vai se manter como havia sido prevista. Isso porque quando foi projetada no início de 2011, já era esperada uma redução de 7% na área plantada em comparação ao ano passado. Com isso, a expectativa era que fossem cultivados 1,8 milhão de hectares, logo após a colheita da soja no Estado. No milho total, de acordo com a Conab, a produção deverá ser de 55 milhões de toneladas, 1,7% menor que na safra passada, quando atingiu 56 milhões de toneladas. A queda se origina exatamente no milho primeira safra, que será menor em um milhão de toneladas. A razão principal foi a diminuição da área em 33,6 mil hectares (0,4%), ficando em 7,7 milhões de hectares, não em função da quantidade ou não de chuvas no Estado.


Em relação ao mercado, o pouco milho disponível está nas mãos de alguns vendedores que não conseguem atingir o valor de venda desejado. Sendo assim, na curta semana de pós-carnaval, o mercado de milho seguiu sem nenhum negócio reportado. Inoperante, os preços permanecem nominais em todas as praças. Em Sapezal, por exemplo, o preço da saca foi cotado em R$ 19,10. Em Rondonópolis ficou em R$ 21,80.


Quanto ao Mercado Futuro, o contrapondo os poucos negócios no disponível, o mercado futuro continua mais operante. Negócios foram realizados nos municípios de Primavera e Campo Verde na primeira semana após o Carnaval para entrega em julho a R$ 17,50/sc e R$ 18,50/sc, respectivamente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink