Milho para exportação sobe no Brasil
CI
Imagem: Claudio Neves/APPA
MERCADO EXTERNO

Milho para exportação sobe no Brasil

Quedas dos prêmios fizeram os preços FOB recuarem nesta quarta-feira na Argentina
Por: -Leonardo Gottems

Com alta de Chicago superando a queda do dólar, os preços do milho para a exportação sobem no Brasil, segundo informações da TF Agroeconômica. “Pelo segundo dia consecutivo os vendedores ficaram ausentes do mercado. Com isto, só houve prêmios dos compradores. Os preços FOB do milho brasileiro em Santos/Tubarão, para agosto e setembro não foram cotados; outubro manteve US$ 298, novembro subiu para US$ 290 e dezembro para US$ 292/tonelada. Para embarques em Barcarena e Itaqui-MA, outubro foi cotado a US$ 285/t e novembro US$ 285/t”, comenta.

Para o milho paraguaio os preços subiram, mas há entraves para os negócios. “Mercado de milho um pouco melhor do que na data anterior, mas suficiente para estimular alguns pequenos negócios em diferentes destinos. O FAS melhorou um pouco, acompanhando o movimento dos preços na segunda metade do dia, e conseguiu registrar pequenos negócios, muito pontuais. Foram registradas altas em Canindeyú e San Pedro, além do Oeste do PR. A indústria local também conseguiu obter alguns volumes, de diversas qualidades, dando flexibilidade aos fornecedores. A colheita avança a todo vapor e já ultrapassa 50% da área. Problemas de qualidade continuam a ser observados, mesmo em regiões onde não era esperado”, completa.

Quedas dos prêmios fizeram os preços FOB recuarem nesta quarta-feira na Argentina. “Com a alta dos prêmios e de Chicago, os preços do milho argentino que utilizam navios Handysize nos portos do UpRiver subiram para os embarques de agosto para o equivalente a US$ 266/t e para os embarques de setembro, para US$ 268/t. Outubro avançou para US$ 275/t, novembro a US$ 277 e dezembro a US$ 279/t. Safra nova, abril foi cotada a US$ 259/t para abril. Para os embarques em navios Panamax, nos portos oceânicos de Bahia Blanca e Necochea, agosto foi cotado a US$ 266; setembro foi cotado a US$ 277, outubro a US$ 283, novembro a US$ 285 e dezembro a US$ 287/tonelada”, indica.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.