Minas terá abatedouro de aves para pequenos produtores

Agronegócio

Minas terá abatedouro de aves para pequenos produtores

O projeto integra o Minas Sem Fome e vai beneficiar 30 agricultores familiares do município que produzem aves caipiras para comercialização
Por: -Renata
124 acessos
A Emater-MG e a Prefeitura de Arinos firmaram convênio para a instalação de uma Unidade de Abate de Aves. O projeto integra o Minas Sem Fome e vai beneficiar 30 agricultores familiares do município que produzem aves caipiras para comercialização.

A gestão da agroindústria ficará a cargo da Associação dos Feirantes de Arinos, que terá a assistência técnica para a criação das aves caipiras e gestão coletiva do empreendimento da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


De acordo com o presidente da Emater-MG, José Silva Soares, o principal objetivo da unidade de abate de aves é a adequação do produto final às normas sanitárias e conseqüentemente a melhoria de renda para os criadores. "Essa agroindústria representa um avanço do Minas Sem Fome, no sentido de implementar ações mais sustentáveis, de longo prazo", ressaltou.

"A implantação do abatedouro de aves permitirá agregar valor à matéria-prima, pois será possível diversificar cortes e embalagens, o que facilitará a conquista de novos mercados", explica o engenheiro agrônomo Júlio Cézar Ribeiro, responsável pelo projeto.


A previsão é de que a unidade comece a funcionar no próximo ano. Até dezembro de 2008, serão adquiridos os equipamentos, por parte da Emater-MG, com recursos do Governo Estadual. A compra será por meio de pregão eletrônico. A construção do prédio ficará por conta do município de Arinos e da Associação dos Feirantes.

Avicultura no semi-árido

A Emater-MG desenvolve ainda, também com recursos do Minas Sem Fome, projetos de avicultura dentro do programa emergencial contra os efeitos da seca, instituído este ano pelo Governo estadual, para reduzir o sofrimento da população atingida pela maior seca em 20 anos.


Já foram adquiridas, por meio de licitação pública, as aves (pintainhas de um dia) e a ração para o atendimento a 50 mil famílias do semi-árido mineiro. A meta é que os produtores rurais beneficiados possam criar os animais para a postura de ovos e produção de carne, para complementar a alimentação da família e formação de renda, com a venda dos excedentes.

Apesar da rapidez necessária para o atendimento às famílias, o cuidado com as condições sanitárias não é esquecido: os animais distribuídos são devidamente imunizados contra doenças, como a gripe aviária.

Redução da pobreza

O Minas Sem Fome é um dos projetos estruturadores do Governo de Minas e tem o objetivo estratégico de garantir a segurança alimentar para a população mais vulnerável, com estímulo ao aumento de renda e inclusão dos agricultores familiares nas cadeias produtivas. Em 2008, a meta é beneficiar 313 mil famílias em todo o Estado. As ações são implementadas por meio de entidades comunitárias, sem fins lucrativos e legalmente constituídas, com projetos de interesse coletivo, que têm acompanhamento técnico da Emater-MG, responsável pela execução do programa. As informações são da assessoria de imprensa da Emater-MG.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink