Missão da China chega amanhã ao Brasil para conhecer a produção de carnes e a sanidade do rebanho


Agronegócio

Missão da China chega amanhã ao Brasil para conhecer a produção de carnes e a sanidade do rebanho

Por:
1 acessos

Uma missão chinesa chega amanhã (25-02) ao Brasil a fim de averiguar a produção de carnes do país bem como a situação de defesa animal e vegetal brasileira. O objetivo da visita é obter informações gerais sobre a sanidade da produção de carnes e de lima ácida. A programação terá início por Brasília, onde os chineses irão se reunir com o secretário-executivo do Ministério da Agricultura e Pecuária, Amauri Dimarzio, e com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Maçao Tadano.

Segundo o Mapa, os técnicos vêm conhecer as medidas sanitárias na prática, mas Tadano vai aproveitar a ocasião para tentar convencê-los a importar a carne brasileira. No ano passado, Brasil e China firmaram um acordo sanitário para a comercialização de carnes. Durante a visita, o governo federal entregará um relatório sobre os programas sanitários que desenvolve. Está agendada ainda uma visita à Embrapa Cerrados e ao Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitros), em Araraquara (SP). Segundo ele, os chineses querem importar lima ácida produzida no Brasil. A visita está programada para terminar na sexta-feira.

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), o mercado chinês chega a corresponder a US$ 200 milhões por ano, incluindo produtos não-convencionais, entre eles, os miúdos. O presidente da Abiec, Edivar Queiroz, estará hoje (24-02) no Ministério da Agricultura para acertar os detalhes da visita. O dirigente acrescenta que, no dia 5 de março, chegará ao país uma missão da União Européia para reconhecimento das novas áreas livres de febre aftosa com vacinação. A comitiva começa a visita pelo Ministério da Agricultura, em Brasília, onde receberão informações oficiais. Depois, partem em viagem pelos Estados de Mato Grosso do Sul, Bahia, Tocantins e pelo norte do Mato Grosso.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink