Missão paraguaia busca informações sobre Fábrica do Agricultor no PR

Agronegócio

Missão paraguaia busca informações sobre Fábrica do Agricultor no PR

O programa incentiva a transformação de produtos e a agroindustrialização como alternativa para gerar emprego e renda no campo
Por:
603 acessos
Um grupo de 50 técnicos e agricultores paraguaios visita nesta terça-feira (09-11) a Feira Sabores do Paraná, em Cascavel. Eles vão conhecer ações do programa Fábrica do Agricultor para transformação de produtos e agroindustrialização. Segundo o coordenador do programa, Eder Dalla Pria, a visita deverá subsidiar a criação de um projeto semelhante no país vizinho, o Paraguai Rural, que já conta com ao apoio do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

Segundo Manuel Rosas Aveiro, especialista em Mercado e coordenador do Proyecto Paraguay Rural, o vice-ministério da Agricultura do Paraguai pretende formalizar um pedido de parceria com o Paraná. O convênio de cooperação técnica irá facilitar o intercâmbio de missões oficiais entre Brasil e Paraguai.

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Erikson Camargo Chandoha, esteve na Feira Sabores do Paraná, que prossegue até o próximo domingo (14-11) em Cascavel. Chandoha foi conferir de perto as ações e resultados do programa Fábrica do Agricultor no Oeste do Paraná. O programa incentiva a transformação de produtos e a agroindustrialização como alternativa para gerar emprego e renda no campo.

A Feira, que iniciou-se em 5 de novembro, é um evento paralelo à 31.ª Expovel Internacional, promovida pela Sociedade Rural do Oeste do Paraná. Além dos produtos tradicionais como sucos, geleias, queijos, embutidos, a Feira expõe produtos exclusivos, como a noz macadâmia, de Uraí, a capotana catanezi, de Umuarama, patês e geleias de todas as variedades, vindas de Rolândia, e linguiças do tipo cracóvia produzidas em Prudentópolis.

O evento conta com a participação de 50 agroindústrias, que representam mais de 120 famílias de agricultores familiares, e se beneficiam diretamente com a criação de um canal de comercialização dos seus produtos, além da geração de emprego e renda no campo, com aumento da qualidade de vida das famílias participantes.

Para Chandoha, a Feira é uma ótima alternativa de entretenimento aos visitantes da 31.ª Expovel e à população da região Oeste. “Aqui se pode encontrar, em um só lugar, muitas das delícias que o Paraná tem a oferecer”, disse o secretário.

Em Cascavel, a Feira também apresenta novos produtos. A agricultora Maria Ferreira Magon, de Novo Itacolomi, está lançando uma bala de banana com amendoim. Amauri Seifert, de Cambé, colocou à venda uma nova geleia de pimenta. Ana Gomes Armstrong, de Morretes, produziu especialmente para esta edição da feira um delicioso bombom de banana.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink