Moagem acumulada de cana do centro-sul sobe 19,5%-Unica
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Agronegócio

Moagem acumulada de cana do centro-sul sobe 19,5%-Unica

A produção total de etanol chegou a 18,8 bilhões de litros
Por:
1402 acessos
Reuters - A moagem de cana-de-açúcar no centro-sul do Brasil na safra 2010/11 atingiu 417,2 milhões de toneladas até o dia 16 de setembro, alta de 19,5 por cento ante igual período da safra anterior, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar nesta segunda-feira (4).

O volume de cana-de-açúcar processado pelas usinas na região na primeira quinzena de setembro, no entanto, caiu 12 por cento na comparação com a quinzena anterior, devido ao retorno das chuvas a boa parte do centro-sul, informou a entidade.

A produção de açúcar no centro-sul no acumulado da safra até 16 de setembro aumentou 31,8 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, para 25,1 milhões de toneladas.

Já a produção total de etanol chegou a 18,8 bilhões de litros, 23,5 por cento acima da safra passada até o final da primeira quinzena de setembro.

A Unica informou que as chuvas dos últimos dias não mudam o panorama para a produtividade inferior nesse ano, após os amplos períodos secos registrados na região.

"Apesar da volta das chuvas em setembro, a tendência de queda na produtividade da colheita na região Centro-Sul ainda permanece. Dados apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) indicam uma quebra agrícola de 11,1 por cento na primeira quinzena de setembro comparando-se com o mesmo período de 2009", disse a entidade no relatório de acompanhamento da safra.

"No acumulado desde o início da safra, a quebra atinge 3,6 por cento", acrescentou.

A concentração de ATR (Açúcar Total Recuperável) por tonelada de cana atingiu 140,31 quilos em média desde o início da safra 2010/11, 6,4 por cento acima da safra passada, já que o tempo mais seco eleva a quantidade de açúcar na cana, mas não compensa plenamente a perda de volume das lavouras.

Na primeira quinzena de setembro, a quantidade de ATR somou 161,40 quilos por tonelada, 15,5 por cento superior aos 139,75 quilos obtidos no mesmo período da safra anterior, que foi bastante chuvosa.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink