Responsabilidade Social

Monsanto Fund e INMED anunciam programa de segurança alimentar

Investimento de US$ 3 milhões ao longo de três anos
Por: -Leonardo Gottems
435 acessos

A Monsanto Fund anunciou parceria com o INMED Brasil para o desenvolvimento de um programa de segurança alimentar e nutricional no País. A entidade, que é o braço filantrópico da Monsanto Company, comprometeu-se a investir US$ 3 milhões ao longo de três anos para melhorar o acesso a alimentos saudáveis de mães e crianças no Brasil.

Através do programa Crescer Saudável, serão criadas hortas em 125 pré-escolas, além de fornecer educação nutricional para crianças e recursos para mães, professores, merendeiras e profissionais de saúde local para ajudar a incentivar hábitos alimentares saudáveis em longo prazo – tanto nas escolas como em casa. De acordo com a Monsanto, o programa vai beneficiar mais de 58.000 pessoas em Petrolina (PE), incluindo 33.000 crianças, com idades entre seis meses a cinco anos de idade.

“Este mês marca o quarto aniversário de abertura da unidade da Monsanto em Petrolina, e o programa Crescer Saudável tem um significado especial, uma vez que mais da metade dos funcionários da Monsanto em Petrolina são habitantes desta comunidade”, disse Rodrigo Santos, Presidente para a Monsanto na América do Sul. 

“O foco do Monsanto Fund em segurança alimentar e nutricional – tanto através do apoio à educação nutricional quanto possibilitando maior acesso a alimentos saudáveis e nutritivos – demonstra seu compromisso com a melhoria da qualidade de vida local onde realizamos parcerias nos últimos 16 anos”, disse Joyce Capelli, presidente do INMED Brasil.

A Monsanto Fund ressalta que já implementou uma série de iniciativas que vão alavancar a experiência e parcerias regionais de organizações-chave em todo o mundo. “Com os recursos do Monsanto Fund, a experiência do INMED Brasil e o incrível apoio da comunidade de Petrolina, esperamos que o Crescer Saudável se destaque como um programa verdadeiramente colaborativo e impactante que outras comunidades em todo o mundo podem emular”, explica Al Mitchell, Presidente do Monsanto Fund.

Veja também

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink