Morre aos 78 anos o patriarca José Cutrale

Agronegócio

Morre aos 78 anos o patriarca José Cutrale

Por:
236 acessos

Morreu ontem em Araraquara (SP), José Cutrale, patriarca da família que é a maior produtora mundial de suco de laranja, dona da Sucocítrico Cutrale. José Cutrale, que nos últimos anos passava mais tempo em seu apartamento na Park Avenue, em Nova York, do que na mansão no interior paulista, morreu antes de completar 80 anos, por motivos não informados. Segundo fontes do setor, o empresário estava doente e passou por tratamentos nos Estados Unidos.

Caçula dos 11 filhos do siciliano Giuseppe Cutrale - que negociou laranja na Itália e no Brasil até a II Guerra Mundial - José Cutrale fundou nos anos 60 a Sucocítrico Cutrale Ltda., empresa com sede em Araraquara (SP) e negócios na Flórida.

A família Cutrale responde por 35% de todo o suco de laranja que sai do País. Não é pouco, uma vez que, segundo dados da Associação Brasileira dos Exportadores de Cítricos (Abecitrus), as remessas brasileiras na safra 2004/05 somaram 582,5 mil toneladas ou a 70% do suco de laranja consumido no planeta. Com essa participação de mercado, Cutrale era considerado o rei da laranja. Não só no Brasil, pois a empresa adquiriu também indústrias e fazendas na nos Estados Unidos, principal concorrente do País. Na avaliação de Cutrale, a produção local era a única forma de vencer as barreiras impostas pelos americanos ao suco exportado pelo Brasil. Atualmente, os Estados Unidos cobram uma taxa de US$ 418 por tonelada de suco brasileiro que entra nos Estados Unidos.

Apesar de José Cutrale ainda influenciar nas decisões da empresa até seus últimos dias de vida, a administração da companhia já estava sob o comando de José Luís, seu filho único, que desde a adolescência trabalhou com o pai.

Um dos últimos negócios da Sucocítrico Cutrale foi a compra, em 2004, da multinacional Cargill Citrus, em parceria com a Citrosuco. O negócio foi questionado pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, a pedido dos fornecedores de matéria-prima, que sempre se queixaram ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de formação de cartel elas indústrias.

Do Mercado Municipal da Cantareira, em São Paulo, onde começou sua vida como empresário, ao mercado global da laranja, a história da família é movida a trabalho duro. O italiano Giuseppe Cutrale não tinha praticamente nada ao desembarcar no Brasil. Acostumado a cultivar frutos na Sicília, decidiu se dedicar a esse comércio. Montou uma barraca, onde vendia frutas de outros produtores. Para ajudar a família, José Cutrale abandonou os estudos aos 14 anos - tinha apenas o ensino fundamental completo. Foi ele quem deu novo vigor aos negócios do pai, passando a estocar laranjas. Dizem que, nesta época, Cutrale recolhia as caixas de madeira para reutilizá-las no transporte das frutas. Da compra, passou à produção, para formar melhor os preços, adquirindo a primeira fazenda em 1952. Depois, decidiu processar o suco, em 1967, quando arrematou a Suconasa, pioneira na fabricação de suco de laranja no País.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink