MS: Após 30 anos na rua, feira terá espaço com bosque e praça de alimentação

Agronegócio

MS: Após 30 anos na rua, feira terá espaço com bosque e praça de alimentação

Prefeitura comprou terreno e construiu estrutura para abrigar 250 vendedores que atualmente trabalham na Rua Cuiabá
Por:
1466 acessos

A tradicional Feira Livre da Rua Cuiabá, em Dourados, vai mudar de endereço até o fim de novembro. Há pelo menos 30 anos, os feirantes ocupam quatro quarteirões da rua nos fins de semana, mas em breve a feira vai passar a funcionar em espaço próprio, construído pela prefeitura exclusivamente para abrigar o comércio popular.

Nesta segunda-feira (31), após se reunir com os feirantes na Nova Feira Livre, o prefeito Murilo Zauith (PSB) informou que a mudança ocorre até o fim de novembro.

Nas últimas três décadas, todos os sábados e domingos os feirantes montam as barracas no canteiro central e nas calçadas de um trecho da Rua Cuiabá, em frente à 1ª Delegacia de Polícia Civil.

O transtorno para os moradores do local é grande, pois durante a feira enfrentam dificuldade para chegar e sair de casa e ainda convivem com o transtorno do movimento de pessoas nas madrugadas de domingo.

A nova feira – O espaço da nova feira foi construído na antiga Chácara Rigotti, ao lado da Rua Cafelândia, no Jardim Água Boa. O terreno foi comprado pela prefeitura para a instalação do comércio popular. A elaboração do projeto começou em 2013.

A secretária de Desenvolvimento Econômico de Dourados, Elizabeth Salomão, disse que a nova feira terá espaço para 250 vendedores. Serão 122 barracas para vendedores de hortifrutigranjeiros, 92 para armarinhos e 26 destinadas à praça de alimentação.

Existe uma grande procura por barraca no novo espaço, inclusive de ambulantes que atualmente trabalham em outros locais da cidade, mas a prefeitura já informou que vai priorizar os feirantes da Rua Cuiabá.

“A prioridade é atender os feirantes que atualmente estão na Rua Cuiabá. Se sobrar vaga, vamos atender os demais da lista de espera”, afirmou o prefeito em entrevista à rádio Grande FM.

A nova feira, que recebeu o nome do ex-prefeito Totó Câmara, terá um espaço para shows, e vai funcionar ao lado de um bosque, preservado da antiga Chácara Rigotti. O bosque recebeu o nome do jornalista César Cordeiro, que morreu de AVC (Acidente Vascular Cerebral), em agosto deste ano.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink