MS: produtores das regiões Norte e Nordeste iniciam colheita do algodão

Agronegócio

MS: produtores das regiões Norte e Nordeste iniciam colheita do algodão

Estado deve produzir 157,5 mil/t de algodão em caroço
Por: -Lucas Rivas
658 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Os produtores do Norte e Nordeste do Mato Grosso do Sul já iniciaram a colheita do algodão safra. Conforme a Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), o mês de julho será o auge da colheita, pois todas as propriedades já estarão colhendo a pluma.

Na semana passada, a Região de Costa Rica deu início à colheita do algodão safra na região Norte do Estado; nesta semana foi à vez do município de Alcinópolis dar início ao processo de colheita do algodão safra na região. Neste Núcleo, todas as propriedades já estão realizando aplicações de desfolhantes e maturadores, segundo a Ampasul.

Na região Central, os cotonicultores também estão próximos de iniciar o período de colheita do algodão safra. Algumas áreas, porém registraram prejuízos em função do excesso de chuvas que ocorreu no fim do ciclo da cultura. Nos talhões mais afetados ocorreu perda de 16 maçãs por metro (aproximadamente 55 @/ha), devido ao apodrecimento. Porém, a maioria das áreas está com bom potencial produtivo, apresentando expectativa de produção superior a 300@/ha.

Em Mato Grosso do Sul, 37,5 mil hectares foram destinados para cultivo da pluma, com redução de 5,1% da área em comparação com a safra passada. A estimativa é de que sejam colhidas 157,5 mil toneladas de algodão em caroço.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink