MS bate recorde na produção de soja
CI
Imagem: Pixabay
GRÃOS

MS bate recorde na produção de soja

Estado colheu 13,305 milhões de toneladas, volume 17% maior que seu recorde atual
Por: -Eliza Maliszewski

A safra de soja 2020/21 no Mato Grosso do Sul superou as previsões e chegou a 13,305 milhões de toneladas. O volume representa um recorde histórico e é 17,8% maior que as 11,325 milhões de toneladas colhidas na safra 2019/2020. A produtividade também surpreendeu, fechando em 62,8 sacas por hectare, segundo dados do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (SIGA/MS).

O balanço final da safra foi apresentado nesta terça-feira (27) em live realizada entre o secretário Jaime Verruck, titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e André Dobashi, presidente da Associação de Produtores de Soja de MS (Aprosoja/MS). 

A produção se deu em 3.529 milhões de hectares cultivados com a oleaginosa, aumento de apenas 4% em relação a safra passada. Ponta Porã é o município que mais aumentou a área cultivada com soja, com 15 mil novos hectares destinados à cultura, seguido com Nova Andradina com 12 mil hectares. 

O presidente da Aprosoja/MS explica que a região norte do Estado teve média de 70 sc/ha, enquanto que o centro com 60 sc/ha e a região sul com 62 sc/ha. "Os números revelam que demos um salto de produtividade nesta safra, reflexo do investimento em pesquisa e tecnologia feito pelos agricultores", destaca Dobashi.

Para o titular da Semagro os números mostram o produtor cada vez mais preparado para a produção com qualidade e produtividade. "A tecnologia se faz com pesquisa, com o produtor adotando essas informações e com crédito no momento correto. Agradecemos aos produtores que têm feito esse trabalho excelente que representa aumento da atividade econômica de todo o Estado", acrescenta.

O Siga/MS conta com oito técnicos de campo e três técnicos internos. Durante a safra de soja 2020/21 foram realizadas 2.139 visitas presenciais em 1.202 propriedades rurais de Mato Grosso do Sul. "Esses números mostram a capacidade de monitorar o desenvolvimento da safra com qualidade e precisão", explica Dobashi.


 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink