MS supera problemas climáticos e produz maior safra de soja de sua história

Agronegócio

MS supera problemas climáticos e produz maior safra de soja de sua história

A colheita foi concluída em meados de março
Por:
1234 acessos
No ciclo 2012/2013, os agricultores de Mato Grosso do Sul superaram os problemas climáticos, principalmente a escassez de chuvas na região Sul, e produziram a maior safra de soja da história do Estado. A colheita foi concluída em meados de março. 

Segundo dados do Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio de Mato Grosso do Sul (SIGA-MS), a produção chegou a 6,048 milhões de toneladas, um incremento de 30,6% em relação aos 4,628 milhões de toneladas colhidas na safra 2011/2012.

A produção recorde pode ser atribuída ao aumento da área cultivada, que passou de 1,815 milhão de hectares para 2,100 milhões de hectares, um crescimento de 15,7%, e também da produtividade, que subiu da média de 2.550 quilos por hectare para 2.880 quilos por hectare, representando um ganho de 12,9%.


Nesta safra o município campeão de produtividade em Mato Grosso do Sul, conforme dados do SIGA-MS, foi São Gabriel do Oeste, com 3.553 quilos por hectare, ou 59,2 sacas por hectare. Em segundo lugar veio Costa Rica, com 3.534 quilos por hectare e em terceiro Coxim com 3.373 quilos por hectare.

Por outro lado, Maracaju se manteve em primeiro lugar em áreas cultivadas com a oleaginosa. Os produtores plantaram 249,9 mil hectares. Em relação a safra passada o incremento foi de aproximadamente 25 mil hectares. O município tem 14,1%  da área de soja no Estado.


Até este ciclo, o recorde de produção de soja em Mato Grosso do Sul era da safra 2009/2010, conforme a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com 5,307 milhões de toneladas. Mesmo com uma área cultivada menor, 1,712 milhão de hectares, a produtividade média de 3.100 quilos por hectare, alavancou a safra.

Mercado

A produção recorde, conforme o SIGA-MS, já provocou reflexo nos preços da soja. Entre outubro do ano passado, quando o grão começou a ser plantado e os Estados Unidos - maior produtor mundial - amargava uma quebra de safra, o preço médio no Estado chegou a R$ 70,81 a saca de 60 quilos. No mês passado, a cotação caiu para R$ 51,09, uma retração de 27,8% em seis meses.


Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), Mato Grosso do Sul exportou entre outubro de 2012 e fevereiro de 2013 mais de 1,1 milhão de toneladas de soja. O volume é 30% superior ao registrado no mesmo período da safra anterior, quando foram comercializadas 820 mil toneladas com o mercado externo. A receita com essas operações foi de US$ 594,8 milhões.

Os principais importadores da soja sul-mato-grossense neste período em volume foram a Índia com 163,2 mil toneladas, a China, com 142,8 mil toneladas e o Canadá, com 74,6 mil toneladas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink