MT: DNIT implanta balança móvel para barrar excesso de cargas

RODOVIA FEDERAL

MT: DNIT implanta balança móvel para barrar excesso de cargas

A portaria regulamentando circulação de veículos pesados na BR-174 entrou em vigor na segunda-feira
Por:
134 acessos

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) confirmou, ao Só Notícias, que foi implantada ontem, a balança móvel para coibir cargas das carretas e caminhões que estão fazendo o transporte de animais, grão e demais produtos acima de 48,50 toneladas na BR-174, no segmento localizado entre os municípios de Castanheira, Juruena e Colniza.

“A partir desta quarta-feira, começa a fiscalização juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Foram deixados alguns dias a mais, no caso de ainda ter cargas circulando pela rodovia, e para fazer um preventivo, avisar a todos os motoristas. Mas, agora, ninguém roda mais acima do peso máximo estipulado”, consta no trecho da nota.

A portaria do DNIT regulamentando circulação de veículos pesados na BR-174 entrou em vigor na última segunda-feira. Conforme o documento, está proibido o tráfego de veículos com o Peso Bruto Total Combinado (PBTC) acima de 48,50 toneladas.

O produtor rural e presidente do Sindicato Rural de Juruena (880 quilômetros de Cuiabá), Marcos Antônio Belizário Rodrigues criticou, duramente a portaria do órgão. Ele ressaltou que as restrições prejudicará setor produtivo da região. “É uma determinação um pouco frustrada e que pode inviabilizar nossa região. Cerca de 70% dos produtos são transportados em caminhões bem maiores e que suportam bem mais peso do que as 48,50 toneladas permitidas. É uma situação que deve ser analisada com mais carinho. O DNIT precisa fazer uma fiscalização mais rigorosa das empresas que fazem manutenção dessas obras na rodovia. Com essa restrição, a carne que sai do frigorífico aqui (de Juruena) ficará parada porque o peso líquido e bruto ultrapassam as 50 toneladas”, afirmou Rodrigues, anteriormente, em entrevista, ao Só Notícias.

De acordo com a assessoria do DNIT, a medida foi necessária, especialmente no período de chuvas, época em que a região é suscetível a alagamentos e comprometimento da trafegabilidade na rodovia. O controle será feito por meio de balança implantada no início do trecho que compreende esses três municípios, localizada no quilômetro 825 da BR-174. Também será realizado controle de restrição de tráfego nos pontos que requerem maior atenção.

A fiscalização está sendo executada pelos agentes de trânsito do DNIT, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. O DNIT esclareceu ainda que as condições adequadas de trafegabilidade ocorrerão somente após a efetiva construção da rodovia, que não está sob a responsabilidade do governo federal.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink