MT: Governo atende pedido de produtores e destina 100% do Fethab Commodities e Adicional para infraestrutura

Agronegócio

MT: Governo atende pedido de produtores e destina 100% do Fethab Commodities e Adicional para infraestrutura

Produtores defenderam que os R$ 700 milhões arrecadados sejam aplicados em obras de infraestrutura e logística
Por:
805 acessos

Produtores defenderam que os R$ 700 milhões arrecadados sejam aplicados em obras de infraestrutura e logística

O Governo de Mato Grosso atendeu o pedido dos produtores rurais de Mato Grosso e destinará 100% da arrecadação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) Commodities e Adicional (Fethab 2)para obras de infraestrutura e logística. A posição do Poder Executivo foi afirmada na manhã desta terça-feira, 20 de dezembro, durante reunião com o setor produtivo do Estado.

Na semana passada os produtores de Mato Grosso defenderam que os R$ 700 milhões arrecadados pelo Governo do Estado por meio do Fethab Commodities e Fethab Adicional sejam aplicados inteiramente em obras de infraestrutura e logística. 

Segundo o setor, hoje tramita na Assembleia Legislativa uma mensagem do Governo de Mato Grosso para que mais recursos provenientes do Fethab sejam aplicados em despesas obrigatórias do Poder Executivo, como é o caso da folha de pagamento.

Na manhã desta terça-feira, 20 de dezembro, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, reuniu-se com representantes de entidades produtivas e aprofundou as discussões para aprimorar a reforma do novo Fethab.

No encontro Duarte esclareceu aos produtores os detalhes da mensagem encaminhada pelo governador Pedro Taques para a Assembleia Legislativa, avançando desta forma nas discussões que caminham rumo a um consenso.

O Fethab passará por alterações consideradas importantes para os próximos anos. O intuito é elevar os investimentos nas estradas mato-grossenses, trazendo qualidade e desenvolvimento. A mensagem enviada para a Assembleia Legislativa, conforme esclarecido aos produtores, é uma estratégia de Taques para superar a crise econômica e assim elevar os investimentos em infraestrutura rodoviária.

“O que ficou acordado é que o fundo vai ser 100% dentro da lei para infraestrutura e logística. Isso é muito claro e é demanda do setor. O que falta é logística para Mato Grosso. A logística é algo que não se faz com pouco dinheiro e sem sacrifícios. Ou o Governo faz sacrifícios fazendo empréstimos ou a gente faz um sacrifício arrecadando mais. Os empréstimos, como todo esse cenário econômico, estão mais restritos para os estados, principalmente a curto prazo”, afirma Marcelo Duarte.

Ainda de acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, o período de vigência da contribuição do Fethab Adicional ainda não está definido e que este é um assunto a ser debatido ainda com o governador Pedro Taques.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink