MT: oferta de leite diminui e laticínios suspendem atividades

LEITE

MT: oferta de leite diminui e laticínios suspendem atividades

O preço da matéria-prima no campo permaneceu estável em julho
Por:
280 acessos

O índice de captação de leite do IMEA (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) registrou uma queda de 6,97% em relação a junho, sendo sua segunda baixa consecutiva. No comparativo anual, a oferta de leite encontra-se 3,74% menor, em razão de que a seca neste ano está sendo relativamente mais intensa do que em 2018, em virtude do El Niño. 

“Com isso, houve um laticínio na região Centro-Sul que optou por paralisar as atividades em junho até o retorno das chuvas com regularidade. Cabe salientar que a menor oferta de leite neste ano em Mato Grosso também está associada com o fraco desempenho no mercado lácteo, que tem pressionado o preço do leite pago ao produtor, levando-o a postergar investimentos. Esta situação também afetou as finanças de outro laticínio na região Médio-Norte, que encerrou as atividades em junho. Em suma, com uma produção menor e preços estagnados, o produtor e a indústria estão com as margens apertadas”, acrescenta o instituto.

Com a demanda por derivados lácteos estagnada, o preço da matéria-prima no campo permaneceu estável em julho, sendo R$1,09/litro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink