MT: Período proibitivo começa dia 15

Agronegócio

MT: Período proibitivo começa dia 15

Por:
1401 acessos
O período proibitivo das queimadas, em Mato Grosso, começa no próximo dia 15 de julho e vai até 15 de setembro, podendo ser prorrogado. Durante esse período fica proibido a utilização do fogo para limpeza ou manejo de pastagens. A restrição tem o objetivo de diminuir os riscos provocados pelo fogo nesta época do ano, quando o forte calor e a baixa umidade relativa do ar ampliam as possibilidades de incêndios de grandes proporções na zona rural. Na zona urbana, as queimadas são proibidas durante todo o ano.


Entre as técnicas que podem ser adotadas pelos produtores rurais para prevenir os incêndios, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) sugere a construção e a manutenção de aceiros. Segundo a analista de meio ambiente da Famato, Lucélia Avi, os aceiros podem ser naturais ou construídos. “O aceiro é uma faixa livre de vegetação, onde o solo fica descoberto. Cabe ao produtor fazer a manutenção anual dos aceiros naturais que podem ser estradas ou cursos d’água ou construir aceiros artificiais, principalmente nas proximidades de reservas legais e de áreas de pastagem”, explica Lucélia.

Segundo a analista ambiental, a largura das faixas depende do tipo de material combustível, da localização em relação à configuração do terreno e das condições meteorológicas esperadas na época de ocorrência de incêndios. Ela lembra que os aceiros são uma forma de prevenir que o fogo se alastre. “Os aceiros são extremamente úteis para impedir a propagação do fogo, além disso, servem como meio de acesso e de pontos de apoio para combater os focos de incêndio,” destaca.


Outra técnica que pode ser adotada pelo produtor rural durante o período proibitivo das queimadas é a construção de locais de captação de água. “O reflorestamento de pequenos cursos de água formando açudes é essencial para obtenção de água em caso de incêndios, já que muitas áreas ficam distantes das sedes das propriedades e de rios. Ter um ponto de captação de água por perto facilita o combate ao fogo”, acrescenta a analista.

QUEIMADA X INCÊNDIO – A queimada é uma prática agrosilvipastoril antiga que utiliza fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens. Esta técnica é utilizada pelos índios, quilombolas e na agricultura familiar e empresarial. Em Mato Grosso ela é autorizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e apenas neste período, de 15 de julho a 15 de setembro, é proibida sua utilização para evitar os incêndios florestais. Quando a queimada foge de controle e incide sobre qualquer forma de vegetação de uma propriedade é considerado incêndio. Existem muitos casos em que o incêndio surge por causas naturais, como raios, ou pelo lançamento de fósforos e bitucas de cigarros acesas.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink