MT: produtividade do gergelim decepciona mas produtor ainda consegue lucros
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,650 (0,50%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (0,74%)

Imagem: Pixabay

AGRICULTURA

MT: produtividade do gergelim decepciona mas produtor ainda consegue lucros

O Estado é o principal produtor da cultura e já colheu mais de 85% da área plantada, de acordo com a Conab
Por:
109 acessos

Mato Grosso está perto de finalizar a colheita do gergelim, porém, a produtividade não tem sido a esperada, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O Estado é o principal produtor da cultura e já colheu mais de 85% da área plantada, de acordo com o órgão.

“O resultado que se desenha para a cultura do gergelim não tem sido positivo. Com cerca de 86,4% da safra já colhida, a produtividade média tem se demonstrado abaixo do esperado, estimada em 661 kg/ha, 15,3% abaixo da registrada no último ano, de 780 kg/ha, e também abaixo das projeções iniciais para a cultura”, afirmou a Conab.

Para a autarquia federal, alguns fatores se apresentam como possíveis causadores desse resultado adverso, como “a falta de rotação com outras culturas, dificuldades com variedades e sementes, pelo fato de se tratar ainda de uma cultura incipiente e, em menor escala, alguma incidência de pragas, bem como insuficiência de chuvas devido à parcela da área haver sido semeada fora da janela”. Entretanto, destacou que “o produtor tem garantido sua rentabilidade ao plantar esta cultura, tendo em vista seus baixos custos de produção”.

A previsão é que Mato Grosso produza 113 mil toneladas do gergelim nesta safra, 175% a mais que na temporada anterior. De acordo com a Conab, a área plantada aumentou 224% e atingiu 172 mil hectares.

Conforme Só Notícias/Agronotícias já informou, a Conab apontou, em boletim anterior, que além da “boa adaptação da cultura ao clima do estado”, outro fator é decisivo para aumento do cultivo do gergelim em Mato Grosso. “Em relação ao mercado, os preços têm obtido suporte devido ao dólar em alta, obtendo cotações superiores a R$ 3 por quilo, por ser vinculada ao mercado externo”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink