MT é o segundo do país a conhecer colheitadeira que promete revolucionar a forma de colher algodão
CI
Agronegócio

MT é o segundo do país a conhecer colheitadeira que promete revolucionar a forma de colher algodão

O Estado, maior produtor nacional da pluma, é o segundo no Brasil a testar a nova tecnologia
Por:

Os cotonicultores mato-grossenses, mais especificamente da região de Campo Verde (139 quilômetros ao sul de Cuiabá), poderão participar da demonstração de uma colheitadeira que promete revolucionar a forma de colher algodão, a Module Express 625. O evento, organizado pela concessionária Case IH Agrofito, acontece na Fazenda Marabá, amanhã. O Estado, maior produtor nacional da pluma, é o segundo no Brasil a testar a nova tecnologia e avaliar o desempenho da máquina que ao colher a fibra, já faz os fardos.

Com as máquinas convencionais, a colheita de algodão é feita em cinco etapas: colheita, transferência do algodão para um reboque especial, transporte para a prensa, prensagem e formação do fardo e transporte para o beneficiamento. Com a Module Express 625, esse processo se resume a dois passos: colheita e transporte para o beneficiamento.

“Essa máquina promete revolucionar a forma de colher algodão, pois traz um conceito inovador combinando a colheita e o enfardamento do algodão em uma única operação”, diz o especialista de Marketing para colhedoras de algodão da Case IH, Jorge Strina.

Usando a 625, a colheita é feita pelas máquinas e seus operadores e ajudantes, quando necessários. “Isso gera uma grande economia em termos de custos de produção”, afirma Strina. Além disso, o cotonicultor não precisa envolver o fardo com uma capa em sua etapa de formação, ainda no interior da máquina. “Se desejar, a proteção pode ser colocada sobre o fardo já no solo, depois que a máquina descarregá-lo, como é feito com os fardos convencionais”, informa Strina.

FARDOS - A máquina forma, dentro do cesto, um bloco retangular, fácil para o transporte do algodão colhido. O bloco pode variar de 1.800 a 5.450 kg, dependendo das necessidades e das condições da colheita.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.