Mulheres diversificam o mercado de trabalho criando vínculos duradouros

Agronegócio

Mulheres diversificam o mercado de trabalho criando vínculos duradouros

Características peculiares femininas fazem a diferença na mudança de perfil do mercado de trabalho hoje
Por:
943 acessos
Palestrante mostra que características peculiares femininas fazem a diferença na mudança de perfil do mercado de trabalho hoje

Num cenário em que há maior valorização do bom relacionamento, de estudos e boa comunicação, as mulheres vêm ganhando e consolidando seu espaço. Essa foi a tônica da primeira palestra da TECNOSHOW COMIGO 2012, sobre mulheres no agronegócio, no dia 9 de abril. O psicólogo Eduardo Mesquita mostrou, com certa dose de humor, a evolução do papel da mulher na sociedade e no trabalho, desde a pré-história até os tempos atuais. "Historicamente a mulher sempre foi multitarefa e o homem não. Ela sempre cuidou de várias coisas ao mesmo tempo como frutos, sementes, filhos e o homem só saía para caçar e ponto final", ressaltou.


Mesquita mostrou que, com o passar dos anos, as diferenças físicas deixaram de ser motivos para as grandes discrepâncias em relação aos salários e posições dentro das organizações, na sociedade e na própria casa. "As novas tecnologias diminuem a necessidade de esforço físico e hoje o que realmente importa é saber se relacionar e manter tais relações, o que as mulheres sabem muito bem como fazer". E no agronegócio não poderia ser diferente: de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% das mulheres economicamente ativas no mundo estão inseridas no agronegócio. "O que explica o crescimento da mulher nesse cenário são as próprias características femininas: mulheres são mais detalhistas, têm maior velocidade de raciocínio, têm um relacionamento mental mais integral, conseguindo criar verdadeiras relações de liderança".


Segundo o palestrante, existem três regras principais que consolidam a mulher no mercado de modo geral: o reconhecimento das diferenças, os vínculos duradouros e a valorização do ser humano. "Assim a mulher alia resultado com satisfação e vai alcançando seus resultados cada vez mais positivos", finalizou Mesquita.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink