Multinacional certifica cinco unidades como halal
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,684 (0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (2,18%)

Imagem: Pixabay

PARA EXPORTAÇÃO

Multinacional certifica cinco unidades como halal

Com isso fica aberto o caminho para acessar o mercado muçulmano
Por: -Eliza Maliszewski
807 acessos

A Louis Dreyfuls Company (LDC) multinacional que atua nos principais produtos agrícolas do Brasil, originando, processando, armazenando, transportando, pesquisando, customizando e distribuindo para clientes e consumidores em todo o mundo recebeu a certificação halal. Com isso dá mais um passo para acessar o mercado muçulmano que exige que tudo que consome esteja dentro das regras permitidas pelo islamismo.

Os produtos chamados de halal (o que é permitido pela religião muçulmana) atendem a normas rígidas de produção, desde a matéria-prima. A LDC é hoje uma das três empresas brasileiras processadoras de laranja, compõe o ranking das três principais comercializadoras de café das variedades arábica e robusta, é um dos players nacionais no esmagamento de oleaginosas, na exportação de grãos, algodão, no processamento de cítricos, além de ser uma destacada exportadora de açúcar brasileiro para diversos destinos do mundo. A certificação foi atribuída para cinco unidades industriais. 

Dados da Organização para a Cooperação Islâmica (OIC), indicam que o Brasil lidera a lista de maiores exportadores de alimentos com certificação Halal, uma exigência que tende a aumentar e ganhar cada vez mais importância. Atualmente, há 1,8 bilhão de muçulmanos no mundo de acordo com Instituto Americano Pew Research Center. Em 2060, a perspectiva é que a Índia ultrapasse os 300 milhões de muçulmanos, chegando a 333,090 milhões. 

Segundo a SIILHalal Certificadora, que fez o processo, destaca que o consumo islâmico é destaque entre os demais no mercado global de alimentos e matérias-primas. “Hoje somos 1,8 bilhão de pessoas e a estimativa é que cheguemos a 2,2 bilhões em 2030 e mais de 300 milhões em 2060”, destaca o CEO Chaiboun Darwiche.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink