Não assine a medida, Ministro

Agronegócio

Não assine a medida, Ministro

Presidente da Famato, Rui Prado, solicita que novos índices de produtividade para fins de desapropriação não sejam aceitos
Por: -Janice
418 acessos
Durante o Fórum de Política Classista e Renda Agrícola realizado no final da manhã desta sexta-feira na terceira edição da Bienal dos Negócios da Agricultura, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Rui Prado, fez duas reivindicações ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes. Ao pedir para que o Ministério não assine a medida que altera os níveis de produtividade no País, usados como critério para ações de desapropriação, Prado foi ovacionado pelo público.

A primeira solicitação do presidente da Famato foi a reavaliação dos critérios de classificação de arroz que constam na Instrução Normativa número 6, que define as dimensões da Classe “Longo Fino”. “Pedimos, senhor Ministro, que avalie a possibilidade de rever as dimensões definidas, de forma a não excluir a variedade produzida em Mato Grosso. Não podemos passar por mais este prejuízo”, declarou Rui Prado.

Porém, o maior destaque foi o pedido para que os novos critérios de definição de níveis de produtividade não sejam aceitos pelo Ministério da Agricultura. “Já enfrentamos um cenário desfavorável quanto à rentabilidade. A ampliação desses índices pode inviabilizar o produtor que, porventura, se encontrar descapitalizado para alcançar os níveis exigidos”, ponderou Rui Prado.

Em seus argumentos, o presidente da Famato questionou se os mesmos critérios seriam aplicados em propriedades atendidas pelo Incra, como assentamentos, reivindicando que critérios técnicos claros sejam adotados para a mudança dos índices. “O senhor é nosso maior representante junto ao Governo, e em nome dos produtores aqui presentes, lhe peço encarecidamente que não assine essa medida”, disse Rui Prado.

Por sua vez, Reinhold Stephanes ponderou que compreende as angústias do setor e que já se posicionou dentro do Governo Federal como o principal interlocutor sobre esse assunto. “Diferentemente de outros momentos, em que uma situação dessa poderia até mesmo levar ao pedido de demissão do Ministro, entendo que minha presença dentro do Governo é importante para suscitar o debate e buscar uma solução amigável para todos os envolvidos. É nesse sentido que estou me empenhando em atuar agora”, respondeu o Ministro da Agricultura.

Stephanes esteve na Bienal dos Negócios da Agricultura, evento realizado pela Famato em parceria com Aprosoja, Ampa e Senar. O evento tem como eixo central o tema “Renda Agrícola”, e sua programação se encerra na tarde de sexta, com o Fórum “Desafios do Agronegócio” – do qual participam agora às 14h o Ministro de Assuntos Estratégicos, Daniel Vargas, a senadora e presidente da CNA, Kátia Abreu, e o governador do Estado, Blairo Maggi. O fórum será mediado pela jornalista Ana Amélia Lemos. As informações são da assessoria de imprensa da Bienal dos Negócios da Agricultura.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink