Nestlé estuda compra da produção de leite destinada à Parmalat
CI
Agronegócio

Nestlé estuda compra da produção de leite destinada à Parmalat

Por:

O presidente da Nestlé brasileira, Ivan Zurita, garantiu, após um encontro com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, nesta quarta-feira, que a empresa estudará a possibilidade de absorver a produção leiteira vendida à Parmalat.

De acordo com Zurita, o ministro solicitou que a Nestlé auxilie o governo a minimizar os impactos da crise da Parmalat junto aos produtores nacionais de leite. A Nestlé é o principal comprador do leite brasileiro, adquirindo 8% da produção, o que representa 1,7 bilhão de litros por ano. A Parmalat detinha 5% da produção, o equivalente a 1,2 bilhão de litros por ano.

Ivan Zurita disse que sua empresa se sente na obrigação de responder à solicitação do ministro Roberto Rodrigues e minimizar os efeitos da crise da Parmalat. Ele informou que na próxima semana terá um novo encontro com Rodrigues para apresentar uma proposta.

O presidente da Nestlé informou ainda que no momento a empresa não está em condições de comprar leite além de sua capacidade, porque o Brasil está no período de alta safra. Porém, de acordo com ele, em dois meses, quando começa a entressafra, é possível que possa assumir as compras da Parmalat. A capacidade de absorção seria de 500 mil litros/dia, informou.

Zurita antecipou que a empresa fará uma avaliação do comportamento do mercado interno, para decidir sua forma de atuação frente à crise. “O Brasil, historicamente, importa leite na época do maior consumo, e se você tem maior fornecimento é possível absorver a produção e o ideal é absorver o leite disponível no mercado interno”.

Ele também negou que a Nestlé tenha a intenção de adquirir plantas da Parmalat, porque as duas empresas trabalham com tecnologias diferentes. “Embora tenhamos capacidade de trabalhar com produtos como leite condensado, por exemplo, a nós o que interessa agora é o fornecimento, o crescimento e a manutenção da cadeia produtiva”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink