Nos próximos 10 anos milho deve superar a soja
CI
Agronegócio

Nos próximos 10 anos milho deve superar a soja

Nesta safra, a produção do cereal está estimada em 14,644 milhões de toneladas
Por:
Nesta safra, a produção do cereal está estimada em 14,644 milhões de toneladas

Produção de milho 2ª safra em Mato Grosso vai superar a de soja em menos de 10 anos. Previsão é do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e foi apresentada nesta segunda-feira (22), durante o lançamento da Expedição Milho Brasil, projeto executado por meio de parceria entre o Imea, consultoria INTL CStone e Agronegócio Gazeta do Povo e que irá vistoriar as lavouras em 8 municípios mato-grossenses até quinta-feira (25). Nesta safra, a estimativa do instituto é que sejam colhidas 14,644 milhões de toneladas do cereal, 6,05% a menos que na safra 2011/2012 (15,586 milhões/t), mas 109% superior a quantidade produzida na safra 2010/2011, quando alcançou 6,991 milhões de toneladas].


Superintendente do Imea, Otávio Celidônio, lembra que no último ano o recorde de produção foi possível pelas condições climáticas favoráveis e garante que a crescente melhoria na produtividade das lavouras de milho supera a da soja. Na atual safra, por exemplo, o rendimento estimado para o milho é de 88 sacas por hectare, enquanto para a soja a média alcançada foi de 50 sacas por hectare. Além disso, com o avanço e consolidação da atividade agrícola sobre as áreas de pastagem, a produtividade do milho tende a crescer. 

“O milho registra melhor rendimento em áreas ocupadas com a soja há mais de 3 anos e o aprimoramento da tecnologia também favorece esse crescimento da produção, que será mantido se o mercado interno e externo for desenvolvido”. Neste ciclo, o plantio do milho ocupou 2,787 milhões/ha no Estado, 11,3% a mais que na safra anterior, quando envolveu 2,504 milhões/ha. Incremento está relacionado à expansão da área cultivada com a soja, observa Celidônio, já que o grão é plantado no mesmo espaço ocupado anteriormente pela oleaginosa.

Gerente de agronegócio da Gazeta do Povo, Giovani Ferreira, observa que na safra 2011/2012 a produção nacional de milho superou a da soja. Isso foi consequência da estiagem no Sul do país, que afetou as lavouras de milho, ao contrário do que foi observado em Mato Grosso para o mesmo período, quando a regularidade no regime de chuvas contribui para o desenvolvimento das plantações e uma produtividade recorde, equivalente a 104 sacas por hectare.

Safra 2022/2023 - Diagnóstico traçado pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) indica produção de 27,091 milhões (t) de milho em Mato Grosso, resultado de um incremento de 57% nos próximos 10 anos, considerando a atual estimativa de 17,255 milhões (t), usada como referência pelo Mapa. Crescimento é associado ao aumento na área plantada, que pode variar de 2,784 milhões (ha) para 3,430 milhões (ha). Para a soja, a previsão é que a área aumente 45,5% e envolva 11,360 milhões (ha), com a colheita de 34,312 milhões (t), ante o volume atual de 24,130 milhões (t).

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.